segunda-feira, 16 de abril de 2012

EXEMPLO DE ORAÇÃO FEITA POR SÁBIO DO ORIENTE MÉDIO



INTRODUÇÃO: Texto bíblico: Provérbios 30:7-9
1. A oração de Agur - um sábio do oriente - possui muita sabedoria que está além da limitada compreensão humana.
2. A oração de Agur, cheia de sabedoria, traz consigo vários princípios aplicáveis em qualquer lugar, em qualquer época, por qualquer pessoa.
3. A oração de Agur proclama que sabedoria para orar é um dos mais nobres ideais de Deus aos Seus servos nesta vida.

I.   A ORAÇÃO REALIZADA COM SABEDORIA É HUMILDEMENTE DIRIGIDA A DEUS – Provérbios 30:7
1.  A verdadeira oração não é feita aos homens, aos santos, às mulheres, às virgens, etc. O texto é bem claro, Agur está orando a Deus, embora no Antigo Testamento haviam os sacerdotes no santuário que O representavam.
2. A verdadeira oração é feita diretamente a Deus, mas não com arrogância, ambição e egoísmo no coração. Agur era um árabe convertido, pois só quem é convertido é livre dos sentimentos negativos puramente humanos.
3. A verdadeira oração é feita com humildade, reconhecendo as limitações humanas e o poder ilimitado de Deus. Antes de obsecrar a oração de Agur é necessário conhecer o Deus a quem ele orou.

II.  A ORAÇÃO REALIZADA COM SABEDORIA É BASEADA NA PRIMAZIA ESPIRITUAL – Provérbios 30:8
1.  A oração é o meio de contato com o Deus quem nos salvou da mentira e do pecado. Esse meio de comunicação será usado até quando Jesus vier nas nuvens a fim de levar ao Céu aqueles que desejam estar na presença de Deus.
2.  A oração de Agur demonstra como aqueles que já são cidadãos do reino do Céu devem viver neste mundo de pecado, falsidade e mentira. Há necessidade de pedir reforço para se viver neste mundo como fiéis cidadãos do reino dos Céus.
3. A oração de Agur mostra o quanto é importante experimentar a vida que Deus quer para Seus filhos antes da morte, pois morto não há mais nada a fazer. Cada pessoa deve priorizar pela espiritualidade enquanto está viva.

III. A ORAÇÃO REALIZADA COM SABEDORIA É BASEADA NO FORTE DESEJO DE TESTEMUNHAR – Provérbios 30:8-9
1. A verdadeira oração está centrada em Deus e não na pessoa que ora. Agur não queria luxo, conforto ou riquezas, mas a possibilidade de dar bom testemunho de sua conversão na sociedade.
2. A verdadeira oração feita com sabedoria não considera importante ao que ora, mas em revelar e fazer a vontade de Deus todo tempo em todo lugar.
3. A verdadeira oração de quem passou do reino das trevas ao reino de Deus está fixa nas coisas celestiais, não materiais; suplica a Deus apenas o necessário para sobreviver fiel até a morte ou até Jesus vir em glória.

CONCLUSÃO:
1. A oração de Agur nos ensina a orar diante do Deus soberano. Sendo que Satanás é um gênio em produzir hipócritas e falsos cristãos, é necessário pedir que Deus nos livre de viver uma falsa religiosidade.
2. A oração de Agur nos faz reconhecer as limitações humanas diante do Deus Todo-poderoso. Não tendo nada para viver ou tendo muitas riquezas, as pessoas tendem a depender de suas próprias forças ou riquezas, esquecendo de depender de Deus. Como Agur, devemos reconhecer que tudo vem de Deus e precisamos depender dEle para tudo.
3. A oração de Agur deve ser a oração de cada pessoa que deseja viver uma vida correta diante de Deus e dos homens. Não se pode perder a dignidade e nem profanar o nome de Deus. Viver como Deus espera só é possível ligado a Ele através da oração impregnada de sabedoria, assim como fez Agur.

APELO:
1. Ore com sabedoria ao Deus todo-poderoso que espera atentamente por tua oração sincera.
2. Ore com sabedoria reconhecendo tuas limitações e tua necessidade de depender de Deus em tudo, até para Lhe ser fiel.
3. Ore a Deus com sabedoria a fim de que nada te impeça de viver a verdadeira religiosidade, a fim de que nada te tire do caminho que conduz ao Céu.