segunda-feira, 16 de abril de 2012

O SACRIFÍCIO DE CRISTO REVELADO NO MONTE MORIÁ



INTRODUÇÃO: Texto bíblico principal: Gênesis 22:1-8
1. A salvação pela graça sempre foi o método divino oferecido à humanidade desde a entrada do pecado no mundo.
2. A salvação é o auge da revelação de Deus a fim de atrair o pecador. Deus faz de tudo para torná-la compreensível!
3. A salvação é um assunto que Deus mais quer esclarecer ao pecador, de valor incalculável.
4. A salvação pela graça é ilustrada de maneira pedagógica, didática e trágica no pedido de Deus a Abraão.

I.  DIDATICAMENTE ABRAÃO REPRESENTAVA A DEUS PAI – Gênesis 22:2-3, 16
1. Abraão entregou completamente seu filho a Deus. Assim também Deus amou tanto ao mundo que deu Seu Filho a fim de morrer e oferecer salvação aos pecadores (João 3:16)
2. Abraão esperou o filho da promessa, o qual seria uma bênção para todas as nações (Gênesis 22:15-18), como Deus prometeu e cumpriu a promessa de enviar o Seu Filho para ser o Desejado de todas as nações (Ageu 2:7).
3. Abraão não poupou seu “único” filho, como Deus também “nem mesmo a seu próprio Filho poupou, antes o entregou por todos nós” (Romanos 8:32).

II. DIDATICAMENTE ISAQUE PREFIGURAVA A ATITUTE DO DEUS FILHO – Gênesis 22:6-10
1. Isaque apontava para Cristo por ser o Filho da promessa; da mesma forma  Jesus foi prometido na primeira profecia bíblica na figura de descendente da mulher (Gênesis 3:15) desde o início da história do pecado no mundo.
2. Isaque prefigura Cristo em sua atitude humilde em aceitar que o plano de Deus se cumprisse em sua vida.
3. Isaque apenas apontava a Cristo em Seu comportamento, pois não poderia morrer para salvar a ninguém, por isso o anjo não permitiu que ele seja sacrificado.

III. DIDATICAMENTE O CORDEIRO SIMBOLIZAVA O SACRIFÍCIO DE CRISTO – Gênesis 22:8, 13-14
1. O cordeiro foi providenciado por Deus porque a fé e a abnegação de Abraão eram insuficientes para salvar a si e a seu filho da morte.
2. O cordeiro foi providenciado por Deus para morrer em lugar de Isaque, a fim de que Isaque não precisasse morrer.
3. O Cordeiro (ou carneiro) simboliza Cristo, o meio pelo qual Deus providenciou a fim de executar um sacrifício expiatório em lugar do pecador (Hebreus 10:5-10).

CONCLUSÃO:
1. Este relato é vital para a compreensão do evangelho tanto no Antigo como para o Novo Testamento. Jesus morreu para que você não precisasse morrer eternamente.
2. Este relato retrata o evangelho de maneira que todos em todas as épocas podem compreender. Os pecadores devem morrer, mas Jesus como Cordeiro inocente tomou o lugar do pecador culpado.
3. Este incidente revela a provisão que Deus fez para livrar-nos da condenação do pecado, que é a morte. Com a morte de Cristo é possível libertar-nos do pecado e de suas trágicas conseqüências.

APELO:
1.   Aceite o sacrifício que Deus Pai e Deus Filho fizeram para te libertar do pecado e suas conseqüências.
2.  Aceite a substituição realizada por Cristo em teu lugar, Ele deu a vida por você para que você dê a vida por Ele.
3.  Aceite viver longe do pecado e próximo de Deus pela fé, como Abraão.