quinta-feira, 12 de abril de 2012

A ORAÇÃO QUE PARECE NÃO TER SIDO OUVIDA


Um poema virou história e conta o seguinte: uma professora de Escola Dominical convidou seus alunos e suas alunas para irem a um piquenique no fim de semana e adiantou:

– Se não chover, vamos todos passar o dia no campo. Vai ser muito bom, vamos levar bastante lanche e brincar muito.

A turma de alunos era formada por animados pré-adolescentes. Assim, todos ficaram muito animados aguardando a chegada do sábado, para irem ao campo e desfrutarem do desejado piquenique.
Um dos alunos, uma menina de aproximadamente 12 anos, orou cada noite que antecedeu o fim de semana, pedindo ao Pai do Céu para que não chovesse no dia do passeio programado.

Finalmente o sábado chegou e, para sua decepção, chovia torrencialmente. Da vidraça da janela de sua casa, a garota olhava a cada instante as teimosas gotas de chuva caírem, para certificar-se se aquela incômoda “visita” iria logo embora.

O mau tempo continuava e ela, vendo que a ousadia da chuva era mais forte que seu desejo, desistiu de olhar o aguaceiro e passou o dia muito triste e acabrunhada. A família tentava ajudá-la dizendo que outros dias viriam e outro piquenique seria agendado.

Chegando a noite, a garota foi dormir. Entretanto, antes de adormecer, apanhou seu diário e escreveu a seguinte frase: HOJE O SENHOR DISSE “NÃO”.

Que importante lição! A oração da menina não foi atendida tal como ela esperava, mas foi ouvida e respondida de acordo com os propósitos de Deus, que sempre nos oferece o melhor.
Em Marcos 14.36, Jesus Cristo pede ao Pai que afaste dele aquele cálice.

A oração de Jesus teve como resposta um longo e doloroso silêncio. Será que sua prece não foi ouvida? Com certeza foi, mas Deus tinha um propósito: vida eterna a todos os seus filhos. Assim, Jesus Cristo, inocente, foi imolado por nós, os pecadores.

Será que compreendemos quando Deus nos responde com um “não”? Será que não é hora de deixar que 

Ele conduza a nossa caminhada?
Por trás de um não, há muitos sins.