sexta-feira, 25 de maio de 2012

Las gracias del amor.


Traducido al español


Dos hermanos se amaban profundamente. Ambos eran campesinos y vivían a poca distancia el uno del otro.
Una noche, el más antiguo de ellos sentados junto a la chimenea con su familia, dijo a sí mismo: "Mi hermano debería estar a solas o no tienen esposa e hijos que tengo más que él me va a tomar unos cuantos granos de mi campo y.. le llevará a él sin que se diera cuenta. "
Sin embargo, por su parte, el otro pensamiento. "Mi hermano debe estar en apretones económicos. No tengo esposa y sin hijos o que cuidan. Se necesita mucho más que yo. Voy a tomar la comida de mi campo y me lo llevo".
Durante varias noches, los dos hermanos se lo presenta así, con los frutos de la tierra. Hasta que una vez se encontraron mutuamente. Así que ambos abrazaron la emoción, y confesó que lo había hecho por amor.
¡Qué maravilloso es el poder del amor! Une los corazones, trae felicidad a los hogares y hace la vida agradable. ¿Qué ser humano es el verdadero amor desaparezca?
Pero es importante dar y recibir afecto de nuestro querido, cuánto más necesario es recibir el amor de Dios en nuestras vidas.
Una vez Jesús contó una parábola que retrata el amor de Dios.
La parábola es narrada en el Evangelio de Lucas 15:11-24 - Un hombre muy rico, tenía dos hijos. Él los amaba tanto profundamente. Y todo lo que se puede construir en la vida, estaba pensando en el bienestar y el futuro de sus hijos amados.
Los más jóvenes no valoran el viejo. ¿Cansado de la monotonía de su casa, le pidió a su padre comparten la propiedad que le pertenecía a él. Pregunte en la herencia antes era el mismo y pedirle a la muerte de su padre.
Pero el padre de este joven era un amor de padre. No se sintió ofendido por la propuesta de que el niño, y le dio todo lo que tenía por derecho.
Con mucho dinero, mucho, el joven abandonó el mundo en busca de placer, y amigos de las mujeres. Sin duda, él pasó todos sus juegos de dinero y la gula. Él realmente se había olvidado las enseñanzas de aquel buen padre.
Mientras que él tenía dinero para quemar, todos eran sus amigos. Pero a medida que los bienes terrenales son efímeros, y sigue siendo lo que son las cosas espirituales, el dinero se estaba acabando. Y se acabó.
Había un hambre en la tierra, y cómo había gastado todo el dinero, no tiene que comprar la comida. Los amigos se han ido. Las mujeres han desaparecido. Y todo lo que antes era muy fácil por el dinero, ahora era insoportablemente difícil.
Lo único que hizo fue porcina alimentación. El cerdo de alimentación no era agradable. Su hambre era tan grande que se alimenta el rubor que comían los cerdos.
Y vino a la mente su antigua casa, donde todos comieron y bebieron. Incluso los trabajadores de su padre comía bien. Pensó: "¿Qué estoy haciendo aquí, voy a hablar con mi padre y le diré que hemos pecado contra Dios y contra la tierra y yo no soy digno de ser llamado su hijo y quiero trabajar para él."
Se armó todo el coraje y se fue. Y ahí es donde conocemos el amor del Padre Imagínese un padre sentado en el porche esperando a su hijo. Cada día se despierta con la esperanza de que el hijo regresó.
Y cada día que esperaba, pero fue en vano. Pero ese día mientras estaba sentado, vio una figura conocida. Estaba cansado, pero sabía que el piso.
El corazón del padre, vibraba de alegría. Corrió al encuentro de su hijo. Aunque no huele bien, se abraza a su hijo, y lo besa. Enviar puso un vestido limpio, para darle un anillo y se prepara una mesa repleta de comida. Para matar el ternero que ha estado preparando para este maravilloso día.
La Biblia dice que el padre dijo: "... Vamos a comer, y alegrémonos, porque este hijo estaba muerto y ha revivido, estaba perdido y ha sido hallado." Lucas 15: 23, 24
Imagínese la alegría de Dios, cuando nosotros, pobres pecadores de nuevo en sus brazos.
Nuestro Dios es un Dios de amor, la bondad, la compasión y la misericordia, y como el padre de la parábola, Él está esperando con los brazos abiertos.
Y es tan fácil. Basta con aceptar la invitación y se apresuran a abrazar a un Padre que nunca se olvida de sus hijos.
Recibe el abrazo del Padre y el perdón es nada menos que experimentar la gracia del amor.



Traduzido para Português

Dois irmãos se amavam profundamente. Ambos eram agricultores e viviam a curta distância um do outro.

Certa noite o mais velho deles, assentado junto à lareira com sua família, disse de si para si: "meu irmão deve estar sozinho, nem tem esposa e nem filhos. Eu tenho mais do que ele. Tomarei alguns grãos do meu campo e os levarei à ele sem que ele o perceba".

Porém de sua parte, o outro pensou. "meu irmão deve estar em apertos econômicos. Eu não tenho esposa nem filhos e nem de quem cuidar. Ele necessita muito mais do que eu. Tomarei alimentos do meu campo e levarei a ele".

Durante várias noites os dois irmãos foram se presenteando assim, com os frutos da terra. Até que certa vez se descobriram mutuamente. Então, ambos se abraçaram de emoção, e confessaram que haviam feito isto por amor.

Quão admirável é a força do amor! Une os corações, dá felicidade aos lares e torna a vida agradável. Que seria dos seres humanos se o verdadeiro amor desaparecesse?

Porém se é importante dar e receber afeto entre os nossos queridos, quão mais necessário é receber o amor de Deus em nossa vida.

Jesus, certa vez, contou uma parábola que retrata o grande amor de Deus.

A parábola está relatada no evangelho de Lucas 15:11-24 - Um homem muito rico tinha dois filhos. Ele amava os dois profundamente. E tudo o que ele pode construir na vida, foi pensando no bem estar e no futuro de seus filhos queridos.

O mais jovem não deu valor ao velho pai. Cansado da monotonia de seu lar, pediu ao pai parte da herança que lhe pertencia. Pedir a herança por antecipação era o mesmo que pedir e desejar a morte do pai.

Mas, o pai desse jovem, era um pai de amor. Não ficou ofendido com a proposta do filho, e lhe deu tudo o que teria por direito.

Com muito, mas muito dinheiro, aquele moço saiu pelo mundo em busca de prazeres, amigos e mulheres. Com certeza gastou todo o seu dinheiro com jogos e glutonaria. Ele realmente havia se esquecido dos ensinos daquele bom pai.

Enquanto tinha dinheiro para esbanjar, todos eram seus amigos. Mas, como os bens terrenos são passageiros, e o que perdura são as coisas espirituais, o dinheiro foi acabando. E acabou.

Houve naquela terra uma grande fome, e como tinha gasto todo o dinheiro, não tinha com o que comprar alimento. Os amigos se foram. As mulheres desapareceram. E tudo que antes era muito fácil por causa do dinheiro, agora era insuportavelmente difícil.

A única coisa que ele conseguiu, foi apascentar porcos. E apascentar porcos não era nada agradável. Sua fome era tanta que ele se alimentava da lavagem que os porcos comiam.

E veio à sua mente o seu antigo lar, onde todos comiam e bebiam. Até os jornaleiros de seu pai comiam bem. Ele pensou: "O que é que estou fazendo aqui, irei falar com meu pai e direi a ele que pequei, contra os céu e contra a terra e que não sou digno de ser chamado Seu filho e que quero trabalhar para ele."

Armou-se de toda a coragem e foi. E é aí que vamos conhecer o amor do Pai. Imagine um pai sentado na varanda esperando o seu filho. Todos os dias acordava com esperança de que esse filho voltasse.

E todos os dias ele espera, mas, em vão. Porém, naquele dia enquanto estava sentado, viu um vulto conhecido. Estava maltrapilho, mas ele conhecia aquele andar.

O coração do pai palpitava de alegria. Correu ao encontro do filho. Mesmo não estando cheirando bem, ele abraça o filho, e o beija. Manda que lhe coloquem uma veste limpa, que lhe dêem um anel e que lhe preparem uma mesa farta. Que matem aquele bezerro que ele vem preparando para este dia maravilhoso.

A Bíblia declara que o pai disse: ". . . Comamos, e alegremo-nos; porque este filho estava morto e reviveu, tinha-se perdido e foi achado." Lucas 15: 23, 24

Imagine você, a alegria de Deus, quando nós pecadores, voltamos para os seus braços.

O nosso Deus é um Deus de amor, bondade, compaixão e misericórdia, e como o pai da parábola, Ele está de braços abertos nos esperando.

E é tão fácil. É só aceitar o convite e sair correndo para abraçar um Pai que nunca se esquece de seus filhos.

Receber o abraço e o perdão do Pai é nada mais nada menos que experimentar as graças do amor.  



The Graces of Love
Translated into English
Two brothers loved each other deeply. Both were farmers and lived within walking distance of each other.
One night the oldest of them sitting by the fireplace with his family, said to himself: "My brother should be alone or have no wife and children. I have more than him. I will take a few grains of my field and take you to him without his noticing. "
But for his part, the other thought. "My brother should be in economic grips. I have no wife and no children or who care. He needs much more than me. I will take food from my field and I'll take it."
For several nights the two brothers were presenting it well, with the fruits of the earth. Until once found themselves mutually. So they both embraced emotion, and confessed that they had done it for love.
How wonderful is the power of love! Unites hearts, brings happiness to homes and makes life enjoyable. What would humans be true love disappear?
But it is important to give and receive affection from our dear, how much more necessary is to receive God's love in our lives.
Jesus once told a parable that portrays the love of God.
The parable is told in the Gospel of Luke 15:11-24 - A very rich man had two sons. He loved them both deeply. And all he can build in life, was thinking of the welfare and future of their beloved children.
The youngest did not value the old man. Tired of the monotony of her home, asked his father share of property that belonged to him. Ask in advance inheritance was the same and want to ask her father's death.
But the father of this young man was a father love. It was not offended by the proposal of the child, and gave him all he had by right.
With much, much money, the young man left the world in search of pleasure, and women friends. Surely he spent all his money games and gluttony. He really had forgotten the teachings of that good father.
While he had money to burn, all were his friends. But as worldly goods are fleeting, and what remains are the spiritual things, the money was running out. And it ended.
There was a famine in the land, and how he had spent all the money, did not have to buy the food. The friends are gone. The women have disappeared. And all before was very easy because of money, now it was unbearably difficult.
The only thing he did was feed swine. And feed swine was not pleasant. His hunger was so great that it fed the flushing that the swine ate.
And it came to his mind his old home, where everyone ate and drank. Even the laborers of his father ate well. He thought: "What am I doing here, I'll talk to my father and tell him I have sinned against heaven and against the land and I am not worthy to be called His son and I want to work for him."
Armed himself all the courage and went. And that's where we know the love of the Father Imagine a father sitting on the porch waiting for his son. Every day wake up with hope that the son returned.
And every day he expected, but in vain. But that day as he sat, he saw a figure known. He was ragged but he knew that floor.
The father's heart throbbed with joy. She ran to meet his son. Although not smell right, he embraces his son, and kisses him. Send it put a clean dress, to give her a ring and you prepare a table laden with food. To kill that calf that he has been preparing for this wonderful day.
The Bible states that the father said: "... Let us eat, and let us rejoice, because this son was dead and is alive again, he was lost and is found." Luke 15: 23, 24
Imagine the joy of God, when we sinners back into his arms.
Our God is a God of love, kindness, compassion and mercy, and as the father in the parable, He is waiting with open arms.
And it's so easy. Just accept the invitation and rush to embrace a Father who never forgets his children.
Receive the embrace of the Father and forgiveness is nothing less than experiencing the graces of love.