sexta-feira, 1 de junho de 2012

AVIVAMENTO JÁ!!!




            No Pentecoste (Festa dos cinqüenta dias) um grande mover do poder de Deus revolucionou e transformou a vida de um número significativo de homens e mulheres, levando-os ao inconformismo quanto a situação espiritual em que viviam. Tais pessoas se insatifizeram de viver na mesmice da normalidade, na religião do descompromisso e na mediocridade da espiritualidade. A religião da época era um misto de encontro semanal e de um culto sem compromisso de atender às mínimas exigências do próprio Ser adorado e cultuado. Tal mover de Deus impulsionou e promoveu sobre aqueles homens e mulheres um amor incomum por Deus, a ponto de se entregarem a morte pelo simples ato e desejo de testemunhar o poder dAquele que os havia amado primeiro. O dinamismo de suas orações, sua intrepidez no testemunho, sua vida totalmente envolvida, dominada e controlada por Deus fè-los pessoas das quais o seu tempo não era digno e pessoas das quais Deus não se envergonhava de ser o seu Deus. Depois daquele mover aqueles homens e mulheres nunca mais foram os mesmos. A partir dali tornaram-se tomados de e por Deus.
            Nos tempos atuais, temos falado, lido, buscado e pregado exatamente este avivamento, um mover de Deus no nosso meio que nos impulsione a viver na dimensão da presença de Deus. Isto se mostra grandiosamente necessário. Necessário para a liderança como um todo e para a vida da Igreja, no que diz respeito a homens, mulheres, jovens, adolescentes e crianças. Mas quais são as expressivos e notáveis resultados, tanto no mover de Deus naquela época do Pentecoste quanto em qualquer outra época de genuíno e poderoso avivamento?
1-      COMPROMISSO- Compromisso com o Reino de Deus e com o Deus do Reino, compromisso com a Obra de Deus (Igreja), compromisso de abençoar e ministrar benção.
2-      COMUNHÃO- Harmonia, união, falta de inimizade e cara amarrada, desejo que tudo concorra para o bem do povo de Deus.
3-      INVESTIMENTO- Vida de oração, fidelidade no viver, no contribuir, jejum, adoração como projeto de um coração alegre.
4-      CONVERSÕES- Vidas salvas, libertas totalmente das garras do diabo, pessoas totalmente comprometidas com Deus.
5-      SANTIDADE- Desprezo e abandono do pecado e qualquer que desagrade a Deus, abandono da vida dupla (Espiritualidade X vida de pecado), reprovação de todo erro e pecado.
6-      ADORAÇÃO- Menos preocupação com a forma de adoração e mais desejo de agradar a Deus.
7-      OCUPAÇÃO- Ninguém ocioso na Igreja (Quem não põem as mãos no arado tem bastante tempo para investir tristemente :
·         Na fofoca- falar mal uns dos outros;
·         Para olhar o que os outros estão fazendo e criticá-los;
·         Viver olhando para trás, sendo um pessimista;
·         Viver relaxadamente- administrando mal o tempo que Deus nos dá, e
·         Na indisposição para o exercício dos dons e ministérios dados por  Deus e desta forma deixando de desempenhar o seu papel no Reino de Deus.