quinta-feira, 26 de julho de 2012

Os resultados da descida do Espírito Santo




As coisas no reino de Deus realmente acontecem de forma bem rápida. Os resultados foram imediatos e monstruosos. Pedro, um homem que tinha negado a Jesus há pouquíssimo tempo e apesar de ter um temperamento muito forte, na verdade era um covarde, agora se levanta e prega sobre Jesus Cristo com uma autoridade incrivelmente grande e naquele mesmo dia quase três mil almas declaram que Jesus Cristo é o Senhor de suas vidas (Atos 2: 41).

É isso que o Espírito Santo faz na vida de um homem. Concede intrepidez e ousadia para pregar o evangelho.

“Agora, pois, ó Senhor, olha para suas ameaças, e concede aos teus servos que falem com toda a ousadia a tua palavra; enquanto estendes a tua mão para curar, e para que se façam sinais e prodígios pelo nome do teu santo filho Jesus. E, tendo orado, moveu-se o lugar em que estavam reunidos; e todos foram cheios do Espírito Santo, e anunciavam com ousadia a palavra de Deus”.
Atos 4:29-31

Que transformações gloriosas! Que texto riquíssimo podemos ver acima! A Igreja em Jerusalém seguia fielmente o modo como Jesus cumpria o seu ministério.

Preste atenção como havia sincronia entre homens e Deus na pregação do Evangelho. Os homens só abriam a boca, e a boca não pensa, apenas fala o que manda a cabeça (cérebro) que é Cristo. Deus fazia todo o resto. Concedia as palavras para falarem e estendia as suas mãos para curar aqueles que necessitavam de cura.

Apesar das perseguições que estavam sofrendo (até e principalmente físicas) não desistiam; pelo contrário, pediam ao Senhor para lhes concederem mais ousadia para pregarem o evangelho. Não se importavam com suas vidas. Queriam era fazer a vontade de Deus, manifesta através de Jesus Cristo. No Brasil, não passamos por uma mínima parte da perseguição que esses servos do Deus vivo passaram. E quantas vezes murmuramos dizendo ao Senhor que se a nossa situação não melhorar não pregaremos mais o Evangelho?! É necessário, que de uma vez por todas cresçamos espiritualmente.

“Se pelo nome de Cristo sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória de Deus”.
I Pe 4:14

O Evangelho Completo

“E percorria Jesus toda a Galiléia, ensinando nas suas sinagogas e pregando o evangelho do reino, e curando todas as enfermidades e moléstias entre o povo”.
Mateus 4:23

Leia o texto acima novamente e veja como Jesus pregava o Evangelho completo. A Igreja hoje precisa urgentemente assemelhar-se à dos tempos bíblicos. Chamar atenção para esta verdade e responsabilidade é um dos propósitos deste estudo. Devemos orar fervorosamente para o Senhor nos conceder ousadia para pregarmos a palavra.

Paulo adverte a Timóteo que “pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo”.(II Tm 4:2a). Para que isso aconteça, precisamos estar cheios de Deus, porque da abundância do coração fala a boca (Lc 6:45c). Mas, como nós, pessoas normais e tímidas (a grande maioria dos crentes são tímidos) podemos pregar a Palavra com ousadia e intrepidez? Isso mesmo! Somente sendo cheios do Espírito Santo!

Amor

    Falamos sobre Pedro e o que ficou mais evidenciado na sua transformação depois da descida do Espírito Santo. Todavia, muitos se esquecem de um personagem importante na história da Igreja: João.

    Todos conhecem João como o discípulo amoroso. De fato o era, mas nem sempre foi assim.

    “E mandou mensageiros diante da sua face; e, indo eles, entraram numa aldeia de samaritanos, para lhe prepararem pousada. Mas não o receberam, porque o seu aspecto era como de quem ia a Jerusalém. E os discípulos Tiago e João, vendo isso, disseram: Senhor, queres que digamos que desça fogo do céu e os consuma como Elias fez? Voltando-se, porém, repreendeu-os e disse: Vós não sabeis de que espírito sois.”
Lucas 9: 52-55 (grifo meu)

    João antes de ser revestido com o poder de Deus, não possuía esse amor que muitos pregam. Tinha fé, é verdade, cria que se ele orasse, fogo do céu cairia como foi feito quando Elias orou (II Reis 1: 10-12), mas não possuía amor verdadeiro pelas pessoas, porque amor de verdade, só o Espírito Santo pode derramar.

    É maravilhoso quando pensamos como Deus age e o que ele faz com os seus filhos. Depois da campanha evangelística de Filipe entre os samaritanos, dois Apóstolos foram chamados de Jerusalém para orarem pelos samaritanos para eles receberem o revestimento do Espírito. Adivinha quem estava entre esses dois apóstolos? Isso mesmo, João.

    “Os apóstolos, pois, que estavam em Jerusalém, ouvindo que Samaria recebera a palavra de Deus, enviaram para lá Pedro e João, os quais, tendo descido, oraram por eles para que recebessem o Espírito Santo.”
Atos 8: 14, 15 (grifo meu)

    Deus realmente é extraordinário! O mesmo povo, pelo qual antes João queria orar para que fosse consumido por fogo vindo do céu, agora é convocado a orar para que recebessem o Espírito Santo.

    Já aconteceu isso com você? Alguém já te magoou um dia e a vida deu uma volta e essa pessoa está precisando de você agora? O que você fez? Será que você glorificou a Deus por que ele colocou o seu inimigo embaixo do seu pé? Lembra-se quem é o seu verdadeiro inimigo? (Ef 6: 12). O que você fez? Será que se vingou dele? Deus te convida a parecer com o Senhor Jesus. Convida-te a perdoar e a orar pelos seus inimigos (Mt 5: 44).

    Você acha difícil? Eu sei que é. Mas Deus te chamou para alvoroçar o mundo e o amor é um agente poderoso para isso.

Como receber o Espírito Santo

Este assunto é largamente discutido, e particularmente fico impressionado em ver como existem fórmulas mágicas para se receber o revestimento com o Espírito Santo. Vamos ver somente o que a Bíblia diz sobre o assunto:

“E eu vos digo a vós: Pedi e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á; Porque qualquer que pede recebe; e quem busca acha; e a quem bate abrir-se-lhe-á. E qual o pai dentre vós que, se filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou também, se lhe pedir peixe, lhe dará por peixe uma serpente? Ou também, se lhe pedir um ovo, lhe dará um escorpião? Pois se vós, sendo maus, sabeis dar boas dádivas aos vossos filhos, quanto mais dará o Pai celestial o Espírito Santo àqueles que lho pedirem?”
Lucas 11:9-13 (grifo meu)

Penso que este texto desmistifica totalmente este assunto. Receber o Espírito Santo é muito simples. Não existe um ritual, nem regras a serem seguidas do tipo: “Os dez passos para ser batizado com o Espírito Santo”. O que Jesus está nos dizendo é que não existe isso. O Senhor está comparando a descida do Espírito com, por exemplo, você pedir ao seu pai terreno algo tão simples como um pão, um ovo ou um peixe. E o mais importante, é que assim como um pai natural procura dar o melhor para os seus filhos, nosso Pai celestial não negará o seu Espírito a você; basta fazer como quando era criança com o seu pai terreno, que você pedia e tinha plena convicção de que ele lhe daria. Faça o mesmo com o seu Pai celestial.

Imposição de mãos

Um outro meio de recebermos o batismo com o Espírito Santo; é a imposição de mãos.

“Então lhes impuseram as mãos, e receberam o Espírito Santo. E Simão, vendo que pela imposição das mãos dos apóstolos era dado o Espírito Santo...”
Atos 8: 17, 18a

Veja outro exemplo.

“E, impondo-lhes Paulo as mãos, veio sobre eles o Espírito Santo; e falavam em línguas e profetizaram.”
Atos 19: 6

Não importa como Deus batiza. Uns são batizados quando oram, outros são batizados quando estão louvando – o que foi o meu caso. Outros, ainda, são batizados quando estão glorificando a Deus. Particularmente, já vi um caso em que um certo irmão foi revestido quando estava dormindo. O que realmente importa é que Deus está pronto a te revestir. Basta que você tenha esse desejo.

Agora que você sabe como é fácil receber o batismo com o Espírito Santo. Faça-o, pois a Igreja primitiva o tinha como indispensável e você também deve tê-lo.

Nos tempos bíblicos, a Palavra era pregada com sinais, curas, prodígios e maravilhas, da mesma forma que o Evangelho era pregado por Jesus Cristo. Hoje, isto ocorre em menor intensidade porque não estamos olhando para a Palavra! Devemos continuar a obra do Senhor na Terra com o êxito que os apóstolos tiveram. Infelizmente, estamos crendo em um evangelho só pela metade.

Se uma pessoa subir a um púlpito e começar a pregar sobre salvação e alguém aceitar a Jesus, todos no auditório crerão que é da vontade do Senhor salvar aquela vida. Por quê? Porque a Palavra de Deus diz:

“É ele quem perdoa todas as tuas iniqüidades”
Salmo 103:3a

Glória a Deus! Tomamos posse desta palavra e simplesmente cremos que Deus nos perdoa, e perdoa a qualquer que o aceitar, não importa o que tenha feito no passado. Mas o versículo não termina por aí. Ele continua:

“e sara todas as tuas enfermidades.”
Salmo 103:3b

E ainda podemos ver:

“Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados”.
I Pedro 2:24

Por que sempre falamos aquela frase que destrói a fé de qualquer um: “será que é da vontade de Deus?”

Estava em uma Igreja e uma senhora entrou apoiada por uma muleta. Na hora da oração o pastor que estava dirigindo aquele culto disse para a irmã que Deus iria restabelecer a sua saúde. A resposta foi a mais desalentadora possível: “É pastor, se for da vontade de Deus...”. É claro que é da vontade de Deus que você seja salvo, seja curado, tenha uma vida abundante (Jo 10:10), e que todos os seus sejam salvos (At 16:31). A Palavra de Deus diz isto ao seu respeito. Creia tão somente na Palavra e desfrute de todas as promessas que Ele tem para sua vida.

Deus é nosso Pai meu irmão e todo o pai deseja o melhor para os seus filhos. Apenas tome posse do que Deus já lhe deu através de Cristo Jesus.

O evangelho é completo! Deus não quer curar somente a sua alma; quer curar também o seu corpo. Tome posse desta palavra e comece a alvoroçar, não somente a sua vida, mas a vida das pessoas que lhe cercam. Pregue o evangelho com ousadia. Demonstre o poder de Deus através da sua vida. Basta você crer. Os sinais te seguirão (Mc 16:16). Levante-se e alvoroce o mundo!