terça-feira, 25 de setembro de 2012

INDICAÇÕES PARA INICIAR A EVANGELIZAÇÃO.



            Disse Jesus: Ide por todo o mundo, pregai o Evangelho a toda criatura, quem crer e for batizado será salvo; mas quem não crer será condenado (Marcos 16.15,16).


Irmãos, esse mandamento é para todo aquele que recebeu a oferta da salvação, para que venha a multiplicar os talentos recebidos, porque anunciar o Evangelho não é responsabilidade e nem privilégio da liderança ou de um grupo de irmãos especialmente designado para isso, essa atribuição é para todos.


No Evangelho de Cristo há inúmeras referências citando que todos devem anunciar, porque aquele que se envergonhar do Senhor aqui na terra, Jesus também, se envergonhará dele diante do Pai.


E para isso, não precisa estudar teologia, curso bíblico de discipulado, mas o princípio para iniciar a evangelização é buscar sabedoria espiritual na palavra, especificamente no Evangelho de Cristo, o qual possui o conteúdo necessário para fazê-los um pregador. O qual não foi escrito por vontade de homem algum, mas toda palavra foi divinamente inspirada pelo Espírito Santo de Deus (II Pedro 1.20,21).


Por isso aconselhamos aos amados em Cristo, ler os nossos textos conferindo tudo em sua bíblia, porque a palavra exorta que maldito é o homem que confia no homem, mas bem aventurado o homem que deposita a sua confiança no Senhor.


Porem, antes de iniciar a leitura ore e peça a Deus, em nome do Senhor Jesus, para que lhes dê discernimento espiritual da palavra pelo seu Espírito Santo, e caso não havendo discernimento, deve-se persistir na oração, jejum e santificação, buscando em Deus a sabedoria espiritual, porque quem anuncia a palavra precisa conhecer o que está pregando, e quem recebe precisa de percepção espiritual, para ambos seguirem sem desviar do caminho de Deus.


Quando devemos anunciar o Evangelho? Sempre que possível, em qualquer lugar, dia, hora, e em qualquer situação. E quando saírem especificamente para evangelizar, se possível saia em duas pessoas, ou seja, dois irmãos, ou marido e mulher. Andar em dois não é uma regra, mas seguir os ensinamentos do Senhor Jesus, o qual sempre os enviou de dois em dois.


A quem devemos anunciar o Evangelho? A todos que não conhecem a palavra de Deus, independente de raça, sexo, cor, credo religioso, classe social ou financeira, porque Senhor Deus não faz acepção de pessoas. È aconselhável também, se disponibilizar aos discipulados para ensiná-los nas suas residências, agendando previamente horário e datas, e fazê-los acompanhar os ensinamentos na bíblia.


E não tenham receio de pregar a verdade (João 8.32), porque na palavra de Deus não há censura, você pode pregar a bíblia toda e em todo lugar, o que precisamos é buscar no Senhor a sabedoria para anunciar a sua verdade com exatidão, como também não se deixar vencer por aqueles que possuem sabedoria material, evitando sempre contenda com esses, a qual Deus abomina.


É indispensável estar preparado espiritualmente, porque aparecerão muitas situações atípicas e o servo de Deus não poderá ser surpreendido, sem que lhes dê uma resposta coerente. Muitos lhes pedirão aconselhamento, oração para enfermos, farão perguntas sobre a palavra, e o Apocalipse. Mas não se preocupem, o Espírito de Deus falara em vossa boca.


E há também os inspirados por satanás para elaborar perguntas capciosas para fazê-los contraditar na palavra. Exemplo: Quem foi a mulher de Caim? Ou o que Jesus escrevia na terra quando o apresentaram a mulher adúltera? Mas digo, esses são escarnecedores da palavra, não percam tempo tentando justificar-se.


Preparar-se espiritualmente porque a combate é intenso, assim como os Judeus contestavam a Jesus, hoje também virá muita contestação e rejeição à verdade de Cristo, mas não vos assusteis, é o cumprimento da palavra do Senhor Jesus, o qual disse: Quem vos ouve a vós a mim me ouve; e quem vos rejeita a vós a mim me rejeita; e quem a mim me rejeita, rejeita aquele que me enviou (Lucas 10.16).


Aconselhamos aos irmãos a perseverarem na fé, em constante oração e santificação, buscando no Evangelho de Cristo o conhecimento pleno da verdade e do crescimento espiritual. Então o irmão poderá perguntar: Por que meditar especificamente no Novo Testamento?


Porque o próprio Jesus recomendou dizendo: Ide por todo mundo e pregai o Evangelho a toda criatura (Marcos 16.15). Observem que Ele mandou pregar o Evangelho e não o A. T. porque em I Coríntios 15.1,2, a palavra afirma que a salvação vem pelo Evangelho, isso é, pela pregação do Novo Testamento, e a recomendação para meditação no Antigo Testamento é nos livros de Salmos (Efésios 5.19), compreendendo também os demais livros poéticos como Jó, Eclesiastes e provérbios.


Mas nada temas, medite, busque e confie no Senhor teu Deus, porque Ele tem um ministério grandioso para todos que buscam ouvir a sua voz e fazer a sua vontade, porque ninguém foi chamado somente para esquentar banco de igreja, mas para anunciar que servimos a um Deus forte, que deu seu único Filho a morrer em sacrifício para libertar o homem do pecado e da morte, pelo seu próprio sangue.


Aconselhamos também, os irmãos a realizarem os ensinamentos, na ordem em que os estudos foram expostos, desde o pecado de Adão no Éden à vinda de Cristo para arrebatar a sua igreja, ou conforme vier discernimento do Espírito Santo de Deus.


PARA A SUA MEDITAÇÃO:


Irmãos, se algum dentre vós se tem desviado da verdade, e alguém o converter, saiba que aquele que fizer converter do erro um pecador, salvará da morte uma alma e cobrirá uma multidão de pecados (Tiago 5.19,20).