terça-feira, 25 de setembro de 2012

ONDE PASSARÁS A ETERNIDADE?


A Palavra afirmativa que temos um espírito  imortal, e  no último dia,  seremos ressuscitados para um juízo final, mas há também a confortável esperança  que  haverá um juízo justo,  e a oferta da Salvação para todos os que se arrependeram das más obras, os que se converteram e foram  lavados e remidos no sangue do Cordeiro de Deus,  e cada um será julgado segundo as suas obras.

            No Evangelho de João 5.28, 29, disse Jesus: Vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a minha voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida, e os que fizeram o mal para a ressurreição da morte.

O Senhor nos assegura que o espírito imortal, tem apenas dois lugares onde passará a eternidade; a saber, a vida eterna com o Senhor Jesus Cristo, ou o fogo eterno com o diabo e seus anjos malignos, mas o misericordioso Deus prova o seu amor pelos pecadores, deu seu único filho a morrer na cruz em sacrifício vivo, e pela aspersão do seu sangue remiu dos pecados os que creem no seu nome, para que não pereçam no fogo do inferno, mas tenham a vida eterna junto aquele que nos amou.  


A PARÁBOLA DO RICO E LÁZARO

No Evangelho de Lucas 16.19-31, disse Jesus: Ora, havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e vivia todos os dias regalada e esplendidamente.

Havia também um certo mendigo, chamado Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele, e desejava alimentar-se com as migalhas que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas.  E aconteceu que o mendigo morreu e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico e foi sepultado.

E, no Hades (quer dizer inferno), ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão e Lázaro, no seu seio.  E, clamando, disse: Abraão, meu pai, tem misericórdia de mim e manda a Lázaro que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou atormentado nesta chama.

Disse, porém, Abraão: Filho lembra-te de que recebeste os teus bens em tua vida, e Lázaro, somente males; e, agora, este é consolado, e tu, atormentado.  E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá, passar para cá.

E disse ele: Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos, para que lhes dê testemunho, a fim de que não venham também para este lugar de tormento.

Disse-lhe Abraão: Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam-nos. E disse ele: Não, Abraão, meu pai; mas, se algum dos mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam.

Porém Abraão lhe disse: Se não ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos ressuscite.

Nesta ilustração alegórica, o Senhor Jesus descreve uma visão exata sobre o destino das almas, os que morrem na impiedade, sem o arrependimento, sem ter se convertido das más obras e sem ter feito uma reconciliação com Deus. Ele faz uma elucidação comparando um homem rico que vivia todos os dias em regalia esplêndida, com um pobre mendigo chamado Lázaro, o qual se alimentava das migalhas que caiam da mesa do rico.

Porventura estariam os ricos previamente condenados e os pobres salvos? Não, o Senhor não está antecipando a condenação para os ricos, embora o Senhor Jesus Cristo tenha declarado que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que um rico entrar no reino do Céu (Mateus 19.24), o homem rico aqui está figurado pela vaidade, luxuria, avareza, confiança no poder econômico, inclinação aos prazeres da carne, isso é tanto para ricos como para pobres, enfim, o hades está reservado para os desobedientes aos mandamentos do Senhor, independente da situação econômica ou classe social.

Ainda hoje é assim, quem estenderá a sua mão para os caídos? Muitos que podem ajudar o seu próximo, fazer caridade, mas não as fazem, preferem dar as sobras aos necessitados, às migalhas que caem da farta mesa.

Lázaro, o pobre mendigo, humilde, limpo de coração, desprovido de toda vaidade, que não deposita o coração nas coisas deste mundo; e nem na incerteza das riquezas; mas em Deus que está com os ouvidos atento as orações dos justos. Lázaro é o testemunho dos perseguidos, presos, torturados e mortos por amor ao nome do Senhor, mas em todas essas coisas somos mais do que vencedores por aquele que nos amou e se entregou a si mesmo em sacrifício vivo, por nós pecadores.

Precisamos evidenciar que o hades (lugar de tormenta) e o seio de Abraão (lugar de repouso e paz) ainda não é o destino definitivo das almas. Nesta parábola, o Senhor nos faz conhecer o espaço que os espíritos permanecerão depois da morte carnal, até o julgamento final, mas o grande e terrível dia do Senhor ainda está por vir, tanto que neste mesmo texto (no versículo 27 a 29e), o rico disse: Rogo-te, pois, o Pai, que mandes Lázaro a casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos, para que lhes dê testemunho, afim de que não venham também para este lugar de tormento.  Porem o Senhor lhe respondeu: Têm Moisés e os seus profetas, ouçam-nos.

Essa afirmativa do Senhor não nos deixa qualquer dúvida quanto aos que morrem, os quais, não ficam vagando entre os viventes, como prega a doutrina do espiritismo chamada reencarnação, mas cada um permanecerá no lugar merecido, conforme as suas obras, aguardando o julgamento final, o grande e terrível dia do Senhor Jesus Cristo. Uma vez morto, também não haverá nova oportunidade de arrependimento, porque o tempo aceitável do Senhor já não existe mais.


HADES: INFERNO, PRISÃO ESPIRITUAL, LUGAL DE TORMENTA

II Pedro 2 4-9, relata que, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o Juízo; e não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, pregoeiro da justiça, com mais sete pessoas, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios. Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos e reservar os injustos para o Dia de Juízo, para serem castigados.

E em Lucas 12.4, 5, disse Jesus: E digo-vos, amigos meus: não temais os que matam o corpo e depois não têm mais o que fazer.  Mas eu vos mostrarei a quem deveis temer: temei aquele que, depois de matar, tem poder para lançar no inferno; sim, vos digo, a esse temei.

Salmo 9.17 diz: Os ímpios serão lançados no inferno e todas as nações que se esquecem de Deus.

QUEM RESSUSCITARÁ COM CRISTO NO JULGAMENTO FINAL?

 No Evangelho de Mateus 25.31 a 46, disse Jesus: No Evangelho, por ocasião do julgamento final, quando o Filho do Homem vier em sua glória, e todos os santos anjos, com ele, então, se assentará no trono da sua glória; e todas as nações serão reunidas diante dele, e apartará uns dos outros, como o pastor aparta dos bodes as ovelhas.   E porá as ovelhas à sua direita, mas os bodes à esquerda.

Então, dirá o Rei aos que estiverem à sua direita: Vinde, benditos de meu Pai, possuí por herança o Reino que vos está preparado desde a fundação do mundo;

O Senhor Jesus Cristo, revela que serão arrebatados para a vida eterna os que amaram ao Senhor Deus e Pai, acima de todas as coisas, e ao próximo verdadeiramente com caridade, como amam a si mesmo.  Mas quanto aos que negligenciaram esse amor, irão esses para o tormento eterno, mas os justos, para a vida eterna.

            Apocalipse 20.12, 15: E vi os mortos, grandes e pequenos que estavam diante do trono, e abriram-se os livros, e abriu-se outro livro que é o livro da vida, e os mortos foram julgados pelas coisas que estavam escritas nos livros, cada um segundo as suas obras.

E a morte e o inferno foram lançados no lago de fogo, esta é a segunda morte. E aquele que não foi achado escrito no livro da vida foi lançado no lago de fogo.

A NOVA JERUSALÉM

Na revelação do Apocalipse (21.1-7), a palavra descreve: E vi um novo céu e uma nova terra. Porque já o primeiro céu e a primeira terra passaram e o mar já não existe.  E eu, João, vi a santa cidade, a nova Jerusalém, que de Deus descia do céu, adereçada como uma esposa adornada para o seu marido.

            E ouvi uma grande voz do céu, que dizia: Eis aqui o tabernáculo de Deus com os homens, pois com eles habitará, e eles serão o seu povo e o mesmo Deus estará com eles, e será o seu Deus. E Deus limpará de seus olhos toda a lágrima, e não haverá mais morte, nem clamor, nem dor, porque já as primeiras coisas são passadas.

            E disse Deus: Eis que faço nova todas às coisas. E disse-me: Escreve, porque estas palavras são verdadeiras e fieis.

            E disse mais: Está cumprido. Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. Quem quer que tiver sede, de graça lhe darei da fonte da água da vida.     Quem vencer herdará todas estas coisas; e eu serei o seu Deus e ele será o meu filho.

O FOGO ETERNO PARA OS DESOBEDIENTES

A Palavra descreve também a visão para os condenados ao fogo eterno (Apocalipse 21.8), diz: Mas, quanto aos tímidos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos fornicários, e aos feiticeiros, e aos idólatras e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde como fogo e enxofre, o que é a segunda morte.

E as profecias de Daniel 12.2, relatam que muitos dos que dormem no pó da terra, naquele dia ressuscitarão, uns para a glória eterna, e outros para vergonha e desprezo eterno.

Autor: Espirito Santo de Deus, quem capacita todos os homens a levar a sua palavra sobre a terra, realizando a vontade de Jesus Cristo.