quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Distrações no Lugar Santo...




 “Hipócritas, bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: Este povo honra-me com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim" (Mateus 15:7-8).

Quero falar a você sobre distrações mentais durante oração e louvor - especialmente na casa de Deus. Jesus chamou de hipócritas as pessoas que vieram à Sua presença dizendo palavras de louvor, mas cujas mentes e corações estavam absortos. Falou diretamente com eles, dizendo: “Vocês dão a Mim sua boca e lábios - mas suas mentes estão em algum outro lugar. Seus corações  estão em qualquer lugar, menos perto de Mim!”.

E você? Mui provavelmente, está presente na casa de Deus por uma hora toda semana. Muito bem, seu corpo está na igreja - mas onde está a sua mente? Será que sua boca diz “Louvo a Ti, Senhor” - mas seu coração está a mil quilômetros de distancia? Por onde seus pensamentos o levam durante o louvor e a adoração?

Sua mente é atraída para problemas pessoais ou familiares? Fica preocupado com um assunto de negócios que tem  lhe aborrecido? Fica muito distraído durante aquela hora na igreja em que a congregação se aproxima da majestade de Deus?

Você pode responder: “Minha mente só se concentra nas coisas de Deus. Preocupo-me com a família, e trabalho como se fosse para Ele. Então meus pensamentos não são maus. Estão centralizados no meu chamado, e em minhas obrigações. Eu chego à igreja com muita coisa na cabeça; isto não é uma coisa tão ruim”.

No entanto, tenha em mente que o povo para o qual Jesus se dirigia era de adoradores que tinham “se achegado a Ele” - crentes que tinham se reunido em nome de Deus para unidos adorar. Jesus disse que eles O honravam com suas palavras. Talvez até levantassem as mãos e louvassem bem alto.  Na realidade, o que Ele descreve soa como uma adoração grande e intensa.

Mas onde estavam suas mentes, seus corações, enquanto O adoravam? Se estavam distraídos em pensamento, então a adoração era hipócrita – sem valor! Seus corpos podiam estar  no santuário - mas seus corações poderiam estar em qualquer outro lugar da criação.

Ainda Nem Começamos a Entender
O Quão Seriamente Deus Julga Esta Questão da
Adoração  e Como Devemos Nos Achegar a Ele!

Não é coisa sem importância o entrar na casa de Deus! Se você freqüenta uma igreja onde as pessoas estão meramente brincando - aonde o pastor faz  um sermão rápido, ansioso por acabar logo - então o diabo provavelmente não se incomoda com você. Mas se você freqüenta uma igreja onde pessoas estão firmes na adoração - um lugar que Deus abençoa com a unção de Seu Espírito - é totalmente perigoso adentrar Sua presença de forma leviana! “E disse Moisés a Arão: Isto é o que o SENHOR falou,
dizendo: Serei santificado naqueles que se cheguem a mim e serei glorificado diante de todo o povo. . .” (Levítico 10:3).

O Senhor tinha dito a Moisés: “Não serei tratado como pessoa comum! Se você vai entrar à Minha presença, precisa chegar a Mim santificado. Todos que se aproximam de Minha santidade precisam fazê-lo em cuidado e compenetração - por causa da  Minha glória e majestade!”.

A Bíblia adverte contra o louvor apressado e precipitado: “Não te precipites com a tua boca, nem o teu coração se apresse a pronunciar palavra alguma diante de Deus; porque Deus está nos céus, e tu estás sobre a terra..." (Eclesiastes 5:2).

Não devemos pronunciar nada na presença do Senhor sem que nosso coração e alma estejam assumindo isso.

No entanto quantos louvores tolos são despejados pelos cristãos – tão poucos deles com alguma conexão com nossos corações! Que torrente de aleluias e cânticos irrefletidos são ditos por pessoas cujos pensamentos correm sem destino como cavalos selvagens. Amado, isto é tomar o nome do Senhor em vão!   E   “...o SENHOR não terá por inocente o que tomar o seu nome em vão” (Êxodo 20:7).

No Velho Testamento, a menor irreverência na adoração era julgada com severidade. Deus punia com rapidez aqueles que eram descuidados no achegar-se à Sua presença:

Em Levítico 10, os dois filhos de Aarão, Nadabe e Abiú, entraram na presença de Deus de forma despreocupada. Fizeram suas obrigações no templo de forma mecânica, sem nenhum temor ou respeito pelas coisas de Deus. Na realidade, nem mesmo pensaram que o Senhor iria reparar se fizessem tudo apressadamente na Sua presença, oferecendo fogo estranho. Então entraram depressa, ansiosos por voltarem para sua fornicação fora do tabernáculo:

“ E os filhos de Arão, Nadabe e Abiú, tomaram cada um o seu incensário, e puseram neles fogo, e puseram incenso sobre ele, e trouxeram fogo estranho perante a face do SENHOR, o que lhes não ordenara. Então, saiu fogo de diante do SENHOR e os consumiu; e morreram perante o SENHOR" (Levítico 10:1-2).

Deus os destruiu imediatamente! Em essência, Ele estava dizendo, “Vou mostrar às igrejas de todas as eras, mostrarei a todo futuro filho Meu -  que o Meu povo precisa estar santificado quando se aproximar de Mim!”.

Uzá foi morto quando não valorizou a arca de Deus, que representava a presença do Senhor. Achou que não era  nada de mais estender a mão, e segurar a arca para impedi-la de cair. Mas Deus julgou sua irreverência na mesma hora - e Uzá morreu imediatamente!

Os Bete-Semitas também se aproximaram da arca sem reverência. Bete-Semes era uma cidade levita, aonde o povo tinha conhecimento sacerdotal. Sabiam das ordens de Deus a respeito da arca. No entanto, ao invés de mostrar temor e respeito para com ela, estavam meramente curiosos.

Os Canaanitas tinham acabado de devolver a arca, porque muita gente tinha morrido em Canaã. E agora os Bete-Semitas disseram: “Ouvimos falar tudo sobre a arca. Mas como é ela por dentro?”. Alguém levantou o propiciatório e olhou para dentro. O povo então deve ter feito fila durante horas para dar uma olhada dentro da arca - porque as escrituras dizem que 50.070 deles morreram! Deus os destruiu a todos porque não
respeitaram a arca, não honraram a majestade de Sua presença.

Depois, alguém disse, “Quem pode se aproximar deste Deus santo?”.  E isto é exatamente o que Deus queria - um temor santo no coração do povo, de maneira a não tomarem Sua presença de forma leviana!

Se você entrar na catedral de St. Peter aqui em Nova York, ouvirá um silêncio piedoso. No entanto em muitas igrejas evangélicas quando se entra no templo no domingo de manhã, ouve-se apenas gente conversando. Amados, precisamos entrar no lugar santo de Deus com coração reverente!

Os Puritanos passavam o sábado inteiro preparando-se para os cultos de adoração no domingo. Entrar na casa de Deus era coisa sagrada para eles, e tinham o cuidado de se santificar e purificar perante o Senhor. Oravam: “Oh Deus, não permita que eu entre em Tua casa de forma descuidada!”.

Você  pode responder, “Mas estamos nos dias da graça. Hoje em dia Deus não destrói adoradores irreverentes em Sua presença”.  A verdade é que hoje o julgamento de Deus é muito maior. Agora, adoradores descuidados são destruídos espiritualmente - e é uma destruição para a morte!

Veja: quanto mais irreverência para com a presença de Deus se aloja em seu coração, menos reverência você pratica. E esta irreverência apenas cresce, até que finalmente você se aproxima da presença de Deus totalmente descompenetrado e descuidado. Tudo isto leva à morte espiritual!

Você pode achar que seus pensamentos estão além de julgamento. Mas Deus olha e ouve o coração: "Porque a palavra de Deus é...apta para discernir os pensamentos e intenções do coração...todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar " (Hebreus 4:12-13).

Somos Ordenados a Adorar a Deus em Espírito e em Verdade

Você teria coragem de entrar na igreja domingo de manhã carregando um boneco de palha, sentá-lo em seu banco favorito, a seguir ir para casa e assistir TV?  Irracional, diria você? Zombaria?


Se o coração não está ocupado em adorar - se sua mente não está presente, se seus pensamentos não estão cativos à obediência em Cristo - você pode muito bem colocar um boneco de palha em seu lugar. Pelo menos é mais honesto do que vir à casa de Deus sem trazer a mente, e sem trazer o coração!

Que tipo de blasfêmia teria sido para os Levitas o encherem seus incensórios com enxofre ao invés de com incenso de aroma agradável? No entanto, isto é exatamente o que nós cristãos fazemos! Trazemos à presença de Deus incensórios cheios de enxofre - ou seja, mentes que estão cheias de toda  espécie de pensamentos pecaminosos, de orgulho, sem controle, e permitimos que passeiem livremente. Que pecado horrível - tentar adorar com nossas mentes cativas pelo espírito deste mundo!

Os cristãos agora estão com tanta pressa que nem querem mais sair de seus carros. Algumas igrejas oferecem oportunidade de adoração drive-in, onde pessoas podem abrir as janelas dos carros e ouvir o culto no alto-falante. Outros cristãos nem saem da cama para ir à igreja. O pastor José Bonzinho leva sua mensagem de conforto pela TV diretamente para dentro de seus quartos!

Como é que essas pessoas vão ficar perante o tribunal de Cristo e responder à Sua ordem: " não deixando a nossa congregação, como é costume de alguns; antes, admoestando-nos uns aos outros; e tanto mais quanto vedes que se vai aproximando aquele Dia" (Hebreus 10:25).

Como é que tais crentes podem dizer que amam a Jesus, e no entanto não desejam estar com o povo de Deus?

Por outro lado, rigorosamente milhões de assim chamados cristãos reunem-se por uma hora todos os domingos de manhã para o que é conhecido como “culto de adoração”.  Milhares de coros cantam louvores a Deus, com instrumentos estridentes, solistas cantando, hinários sendo abertos, congregantes louvando.

No entanto, muito desta assim chamada adoração nunca consegue passar do teto! Ao invés, cái direto no chão - não ouvida, não aceita – perda total. Por que? É porque a mente das pessoas está nos jogos de futebol, nos esportes, na televisão. Esposas preocupando-se com o assado domingueiro. Seus lábios e bocas entoam louvores - mas seus corações estão longe de Jesus!

Verdadeiramente, muitos adoradores estão com uma doença que chamo de
“loucura espiritual”. Loucura é um desarranjo mental:  pensamentos
flutuando desordenadamente, pequenos períodos de interesse, sem um curso
consistente de raciocínio. E, de forma semelhante, a “loucura
espiritual” é caracterizada por um vaguear de pensamentos desvairados, a
mente viajando ao redor do mundo - enquanto que o tempo todo a boca
adora, e lábios cantam louvores. Aos olhos de Deus isto é loucura
espiritual!

Tente sentar-se por uma hora na sala particular do Presidente da República, da mesma forma que você faz na presença do Senhor. Olhe para o teto, pela janela, suspire, deixe a mente vaguear, esparrame-se na cadeira, feche os olhos e deite a cabeça para trás. Dentro de minutos o Presidente chamaria o secretário e diria: “Retire este cidadão da minha presença! O que ele está fazendo aqui?”.

 “E dizeis: Eis aqui, que canseira! E o lançastes ao desprezo, (isto é, você suspirou e expirou profundamente), diz o SENHOR dos Exércitos...assim fazeis a oferta: ser-me-á aceito isto de vossa mão? diz  o SENHOR... apresenta-o ao teu príncipe; terá ele agrado em ti? Ou aceitará ele a tua pessoa? diz o SENHOR dos Exércitos" (Malaquias 1:13, 8).

Deus está dizendo, “Experimente tratar seu governante como está tratando a Mim. Aja perante uma pessoa famosa da mesma maneira que age perante Mim. Veja se qualquer um deles aceita seu comportamento!”.

Deus não aceita adoração débil, maçante, dividida! E a razão pela qual muitos cristãos não adoram na igreja com poder, entusiasmo e zelo é porque em casa não têm intimidade com Jesus. Aqueles que aprenderam a adorar e concentrar-se em Jesus secretamente não precisam de um pastor para estimulá-los quando chegam à casa de Deus. Trazem seu próprio fogo - fogo que foi aceso no lugar secreto de oração!

Verdadeiros adoradores mal podem esperar para ir à igreja, para louvar o Senhor junto com o povo de Deus; ninguém precisa atrai-los com concertos, entretenimento, agitos. No entanto a maioria das igrejas de hoje são administradas como companhias de aviação que oferecem “milhagem para   passageiros ”: venha à igreja todos os domingos e junte pontos grátis. Ganhe bônus dobrados por cultos durante a semana. Ganhe bônus triplo por reuniões de oração. Amados, esta agitação apenas inibe a
verdadeira adoração!

Tudo isto também tem a ver com oração. Muitas vezes ao nos aproximarmos do trono de Deus, rapidamente nos distraímos no lugar santo. Fazemos orações lindas, os lábios se movem - mas logo percebemos que nossa mente está em outro lugar. Uma oração assim distraída é inaceitável -  perda de tempo!

Pense nisso: quando a alma deixa o corpo, tudo que resta é uma carcaça morta. E assim é com a oração e a adoração: quando sua mente se afasta da oração, tudo que resta é carcaça sem valor. Suas orações não têm vida!

Deus abençoa e honra aqueles que simplesmente comparecem à Sua casa? Não se tivermos deixado a mente em algum outro lugar! Não ganhamos “créditos espirituais” simplesmente por plantar o corpo num banco de igreja. Nossa presença física não tem nenhum valor se estivermos sonolentos, distraídos, meio dormindo. É como se esperássemos que Deus ouvisse orações que nem nós mesmos ouvimos enquanto oramos! Queremos que Ele aceite adoração da qual nem mesmo nos lembramos de haver ofertado.

Por que somos tão distraídos na adoração e na oração? Vou lhe dar algumas razões:

1.Falhamos em Trazer Todo Pensamento Cativo
em Obediência a Cristo!

Nossas mentes têm a tendência natural de vagar e flutuar. Muitas vezes não conseguimos dormir por sermos incapazes de impedir a profusão de pensamentos que invade a mente. Acontece com estudantes na escola – não conseguem focalizar a mente nas lições. Chamo isto de “distrações indesejadas”.

Recentemente enquanto estava sentado na igreja durante a adoração, fui
tomado por pensamentos invasivos - pensamentos sobre o ministério, meu
próximo sermão, finanças da igreja, necessidade de mais espaço. Todas
estas coisas são importantes. Mas minha mente estava totalmente
distraída da adoração do Senhor. Tive que lutar contra essas coisas, e
continuamente trazer cativos meus pensamentos.

Quando Deus conversava com Abraão e fez aliança com ele, este matou cinco animais e os dispôs como sacrifício. A Escritura diz  - “E as aves desciam sobre os cadáveres;  Abrão, porém, as enxotava" (Gênesis 15:11).

Isto é exatamente o que acontece conosco durante a adoração! Pensamentos voam até nós como pássaros importunos, interferindo em nossa intimidade, tentando devorar nosso sacrifício. E, como Abraão, precisamos enxotá-los.

No entanto existem também “distrações voluntárias.” Acontece quando a pessoa permite que seus pensamentos flutuem indo e vindo. Algumas vezes o pensamento se concentra na adoração - mas na maioria das vezes ela permite que outras idéias se intrometam. A pessoa adora apenas em etapas, porque sua mente voa para dentro e para fora do culto. Com o tempo perde toda a concentração - e se afasta completamente dela!

Toda vez que me tranco para orar, dentro de dez minutos meus pensamentos começam a correr em todas as direções. Ouço minha boca adorando o Senhor, mas minha mente está toda ocupada em outra coisa. Tento lutar contra esse dilúvio de pensamentos, mas aumentam cada vez mais. E é assim que acontece comigo na casa de Deus. Posso estar louvando o Senhor, cheio de amor por Jesus - e subitamente minha mente começa a correr atrás de outra coisa.

Isto é a carne querendo nossa atenção! Ela luta continuamente contra nosso espírito. Nossos pensamentos errantes nem sempre são do diabo. Algumas vezes eles apenas ocupam toda nossa atenção - pensamentos de negócios, família, problemas, dificuldades. Mas devem sempre ser trazidos cativos - porque estamos em guerra!

A carne sempre tentará interferir em nossa adoração. Intervém dizendo: “Olhe para você - veja como está cansado! Seus olhos estão fechando. Não dê uma oferta tão fraca ao Senhor. Vá para a cama. Pode orar mais tarde quando estiver mais acordado”.

Mas se permitirmos que a carne faça o que quiser, nunca iremos orar! Temos ordem de resistir à carne, de lutar contra ela. Por isso temos que continuamente trazer Jesus de volta para o ponto focal. Devemos manter nossa mente centrada n’Ele. E logo o fogo de Deus cairá sobre nosso sacrifício santo!

2. Existem Distrações Satânicas!

“E me mostrou o sumo sacerdote Josué, o qual estava diante do anjo do SENHOR, e Satanás estava à sua mão direita, para se lhe opor" (Zacarias 3:1).

Satanás fará oposição a todo verdadeiro adorador que chegue perto de Deus! Tiago ensina: “. .. Resisti ao diabo, e ele fugirá de vós. Chegai-vos a Deus.. .” (Tiago 4: 7-8).

Tiago pressupõe que quando você se aproximar de Deus, será atacado pelo inimigo. Então avisa: “Primeiro, combata Satanás - ofereça toda resistência - porque quando você adora de todo entendimento e alma, ele sempre irá lhe confrontar e distrair!".

O principal trabalho de Satanás é atrapalhar a oração, e corromper a adoração pura - especialmente daqueles que são sérios quanto a seguir Jesus. Toda vez que o Espírito Santo se move em nossa igreja – quando todas as mentes estão concentradas no Senhor, e Ele está recebendo adoração pura, imaculada - Satanás usa de tudo em seu poder para romper isso!

Poucas semanas atrás, um homem possuído pelo demônio sentou-se na fileira da frente. E na hora de maior adoração - exatamente quando a glória do Senhor estava se manifestando em grande poder e autoridade - este homem entrou em frenesi demoníaco. Seis de nossos obreiros tiveram que retirá-lo - e na verdade mordeu vários deles enquanto o carregavam para fora.

(Naquela hora não sabíamos se aquele homem tinha AIDS ou não. Tememos por nossos obreiros, porque especialistas recentemente provaram que uma pessoa tinha contraído AIDS através de uma mordida humana. Oramos enquanto o endemoninhado estava sendo testado - e graças a Deus, os testes foram negativos.)

Meia hora mais tarde, o endemoninhado nem se lembrava do que tinha feito. Satanás tinha tentado distrair-nos do que Deus estava fazendo,  para desviar nossa atenção do Senhor. Mas não funcionou!

Alguns meses atrás, um homem se levantou no meio do culto, foi para fora, pegou uma lata de lixo e arrebentou o parabrisa de um carro. Depois calmamente voltou para dentro da igreja e sentou-se. A polícia teve que entrar em nossa reunião e retirá-lo!

Essas distrações acontecem o tempo todo. Pessoas da rua possuídas pelo demônio entram, sentam e caem no sono. Mas assim que nossa adoração tem início e o Senhor começa a receber nossos louvores, o diabo acorda essas pessoas. Elas começam a praguejar, fazendo cena - tentando atrapalhar!

Satanás fará qualquer coisa para atrapalhar uma adoração pura e dedicada - porque tem medo dela! Atirará dardos sutis em sua mente, introduzindo todo tipo de problemas não resolvidos. Irá repassar toda dificuldade, toda preocupação, toda falha da semana que findou. E brincará com suas emoções, repassando imagens em sua mente como uma maquina de cinema. Irá cochichar:

“Como é que você pode adorar, seu hipócrita? Você pecou ontem! Você é falso. Não pode levantar as mãos e louvar o Senhor, porque não é digno. Outros à sua volta vivem em vitória. Mas você é o único que está falhando com Deus!”

Satanás quer que você seja um crente desesperançado e derrotado – tão envolvido com os problemas, tão distraído pelas preocupações da vida, que não consiga adorar a Deus com todo seu coração e mente. Mas amado, você precisa ouvir Sua palavra novamente: Deus olha para o seu coração!

Você está arrependido, cheio de tristeza santa? Correu para Jesus para ser limpo? Invocou o Espírito Santo em socorro? Se fez isto, então resista às mentiras do diabo! Levante as mãos e adore seu Salvador. Não se deixe distrair!

3. Finalmente, Quero Falar Sobre Aqueles Que
Foram Muito Além de
Distração no Lugar Santo - Chegaram à uma Posição de
Total Menosprezo para com o  Senhor!

"Porventura, esquece-se a virgem dos seus enfeites ou a esposa dos seus cendais? Todavia, o meu povo se esqueceu de mim por inumeráveis dias" (Jeremias 2:32).

Oh, como esta passagem me assusta! Cito este versículo toda vez que perco minha hora de oração por causa de negócios. Sempre me leva de volta para o lugar secreto de oração, clamando “Oh Senhor, não quero Te esquecer!”.

Este versículo é ainda mais assustador quando consideramos o contexto da passagem. Deus está dizendo ao Seu povo: “Eu mesmo lhe plantei como vide excelente, como semente inteiramente fiel. Você começou bem, e teve Meu  toque. Foi naquela época santificado em Mim, e lhe abençoei. Mas agora Me deixou! Não Me adora mais. Se esqueceu do manancial de Águas Vivas!”.

“...as tuas apostasias te repreenderão. ..que mau e quão amargo é deixares ao SENHOR, teu Deus, e não teres o meu temor contigo. .. te tornaste para mim uma planta degenerada, de vide estranha . .. Como dizes logo: Não estou contaminado . ... porque (vocês) me viraram as (suas) costas. .. Em vão castiguei os vossos filhos; eles não aceitaram a correção... o meu povo se esqueceu de mim por inumeráveis dias”
(Jeremias 2:19-32).

O povo de Deus não estava mais indo à Sua casa para adorá-Lo. Tinham ficado preguiçosos quanto às coisas de Deus, tendo se esquecido de todas Suas bênçãos e julgamentos para com eles. Negligenciaram-nO por dias seguidos, cuidando de seus próprios prazeres. E o pior de tudo é que disseram “...Eu estou inocente... não pequei” (versículo 35).

Muitas pessoas que acham estar salvas não vão para o céu, porque suas distrações se transformaram em menosprêzo: “como escaparemos nós, se não atentarmos para uma tão grande salvação..." (Hebreus 2:3).

"Não atentarmos" aqui no Grego significa “mostrarmos indiferença”. Este versículo fala daqueles que permitem que a palavra de Deus mova-se para longe deles!

Se você não adora Deus de todo entendimento, e de todo coração, pouco a pouco a indiferença se infiltrará - e você começará a adorar apenas por hábito. No entanto, como é que você poderá escapar do julgamento do Senhor? Como irá escapar de Sua desaprovação, Sua ira?

Teste-se na palavra de Deus:

        1.  Você entra com ousadia e regularmente no Santo dos Santos, pelo
             sangue de Jesus? (Hebreus 10:19).

        2.  Você se aproxima de Deus constantemente em plena certeza de fé?
             (verso 22)

        3.  Agarra-se firme a Ele, sem vacilar? (verso 23)

        4.  Congrega-se juntamente com outros crentes? Ou esqueceu-se da reunião
             com os santos? (verso 25)

Você diz que é salvo, que ama Jesus. Então preciso lhe perguntar: você O adora diariamente, de todo seu coração - em Espírito e em verdade, sem distrações? Investiga a palavra de Deus como se sua vida dependesse disso? Ou passa dias sem abrir a Bíblia, sem orar a Ele em seu lugar secreto?

Deus deseja que saibamos que Sua casa é uma casa de adoração. E seremos julgados pelo modo como valorizamos a adoração, e como nos aproximamos de Sua presença. Não devemos apenas nos sentar e beber -  devemos trazer um sacrifício! Devemos deixar de lado toda a carne e clamar  “Senhor, estou aqui para queimar como sacrifício vivo para Ti. Dou-Te minhas mãos, minha voz, meus pensamentos - tudo, Jesus. Consuma-me como sacrifício de louvor a Ti!”.

É neste tipo de louvor que Deus habita. Então nesta semana quando entrar na casa de Deus, levante as mãos e diga, “Oh Jesus, não cheguei ao ponto que deveria ter chegado - mas eu Te amo! Purifique-me, santifique-me. Dê-me mãos limpas e um coração puro. E não deixe o diabo tocar minha mente! Coloque uma muralha de fogo ao redor de meus pensamentos. Permita que eu traga a oferta de um louvor totalmente concentrado no Senhor e dirigido a Ti!”.

Deus não mais permitirá que você  sente-se em seu lugar, e deixe a mente flutuar. Ele lhe ama - Ele conhece o poder que a adoração pura liberta em seu espírito. Torna-o mais forte que qualquer leão, maior que qualquer gigante. Ele derruba qualquer muralha e qualquer fortaleza - porque faz de você um adorador  de coração puro, e de mente focada unicamente n’Ele! Aleluia!