domingo, 25 de agosto de 2013

As maravilhosas incertezas da fé...


“Pela fé Abrão, quando chamado, obedeceu e dirigiu-se a um lugar
que mais tarde receberia como herança,
embora não soubesse para onde estava indo”.
( Hebreus 11.8 )

A fé nos impulsiona a andar em lugares desconhecidos por nós, mas conhecidos por Deus. A resposta em obediência ao chamado gracioso de Deus é um ato de fé. Significa enfrentar o medo, o desconhecido. Não porque somos valentes ou heróis, mas porque cremos em quem nos chamou.

A fé exige coragem, mas esta força vem do próprio Deus. Assim, a fé é simplesmente marchar em conformidade com a Palavra, e não, de acordo com nossas crenças e sentimentos pessoais.

Neste sentido, posso estar com receio ou medo, contudo, enfrento a situação porque o Senhor gerou em meu coração a certeza “saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa de seu pai, e vá para a terra eu lhe mostrarei” (Gênesis 12.1).

A fé não é um ato de ignorância ou escapismo da realidade. Muito pelo contrário, por estarmos lúcidos pela Palavra é que somos guiados a lugares desconhecidos, para compreendermos que vivemos pela dependência do Senhor. “O vento sopra onde quer. Você o escuta, mas não pode dizer de onde vem nem para onde vai. Assim acontece com todos os nascidos do Espírito” (João 3.8).

Deus sopra como quer e aonde quer… Somos levados pelo vento do Espírito. E é por meio das orações, jejuns e entendimento da Palavra que nos deixamos ser conduzidos por Deus. Ele é o Guia perfeito. O Todo-Poderoso elege, chama e vocaciona, revela parte do seu futuro ministério e parte oculta. A voz de Deus é eficaz para dizer “vá”, mas não dá toda a direção para continuarmos dependendo Dele. Se não fosse assim, o orgulho tomaria conta de nós. E é exatamente nestes hiatos, entre o conhecido e o desconhecido, que necessitamos andar pela fé.

A fé faz a ponte entre a razão e os mistérios de Deus. Leva-nos a lugares jamais pensados ou imaginados porque simplesmente ouvimos o Senhor e cremos em Sua bendita Palavra.

Sem saber de fato para onde ia, Abrão partiu, convicto do testemunho interno do Espírito “é o meu Senhor que me chama…”

Da mesma forma, não se perturbe e nem fique perplexo com os desafios e as dificuldades. Não tema diante dos enfrentamentos, das oposições, de um mundo que parece odiar o que mais amamos. Não se deixa fraquejar diante da fraqueza alheia, nem siga o exemplo dos que retrocedem. Mesmo sem respostas, confie. Mesmo sem forças humanas, lute. Mesmo sem as luzes do farol da lógica, caminhe.

No fim de tudo, você encontrará todas as respostas na eterna salvação que reside nos braços amorosos de Cristo Jesus . Pois a fé nos faz herdeiros dos galardões celestiais!

Leia mais: http://www.pastorvalniborges.blogspot.com.br