sexta-feira, 20 de março de 2015

O Barbeiro que não acreditava em Deus...


“Um homem que conhecia a Deus, chegou em uma barbearia para cortar o cabelo, então o barbeiro disse a ele: - Deus não existe! E o rapaz disse: - Existe sim, porque Deus não iria existir? Então o barbeiro falou: - Você esta vendo aquele homem ali na calçada? Jogado, passando frio, fome, cabeludo/barbudo e talvez doente? - pois então, se Deus existisse esse homem não estaria assim! Então o rapaz devolveu dizendo: - Então barbeiro não existe! O barbeiro se assustou e disse: -Existe sim, eu estou aqui, porque barbeiro não existe? O rapaz... - Por que se barbeiro existisse aquele mesmo homem que esta ali na calçada não estaria barbudo e cabeludo...E o barbeiro defendeu dizendo: - Ah! Mais ele está assim porque quer, pois se ele viesse até mim eu o ajudaria e ele não estaria assim. O rapaz disse: -Então esta vendo só como Deus existe, pois ele é igual a você, ele ajuda quem o procura, quem quer sua ajuda, pois muito diferente do diabo que entra em nossa vida como um intruso, Deus é amor, e é justiça por isso ele nos deu o livre escolha, para que nos possamos seguir o caminho que queremos sem ser obrigados a nada.” Vale lembrar que o barbeiro poderia até cobrar daquele homem, mas Deus nada cobra por realizar grandes obras em nossas vidas e a maior de todas é a salvação que temos em Cristo Jesus.

Essa história é bastante conhecida e seu teor tem fundamento. Na palavra de Deus, que está em João 5:40 a 43. Jesus fala: “E não quereis vir a mim para terdes vida. Eu não recebo glória dos homens; Mas bem vos conheço, que não tendes em vós o amor de Deus. Eu vim em nome de meu Pai, e não me aceitais; se outro vier em seu próprio nome, a esse aceitareis.” (João 5:40-43). Você, já foi até Jesus? A palavra de Deus diz também, porque muitos não querem ir até Jesus: “Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do unigênito Filho de Deus. E a condenação é esta: Que a Luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a Luz, porque as suas obras eram más. Porque todo aquele que faz o mal odeia a Luz, e não vem para a Luz, para que as suas obras não sejam reprovadas”.(João 3:18-20).