sexta-feira, 17 de março de 2017

Aprenda com Jesus a ganhar almas...


Jesus cresceu na cidade de Nazaré, onde viviam seus pais, irmãos e amigos. Foi lá também que Ele começou o Seu ministério. É normal esperarmos receber palavras de incentivo e reconhecimento das pessoas que são do nosso convívio - e com Jesus não poderia ser diferente. Mas não foi bem isso que aconteceu: os habitantes de sua cidade-natal estavam felizes com o que Jesus lhes ensinava, mas até certo ponto... Quando Suas palavras se tornaram mais duras e corretivas, aquelas pessoas ficaram tão furiosas que pensaram até em matá-lo. Veja:

"Todos os que estavam na sinagoga ficaram furiosos quando ouviram isso. Levantaram-se, expulsaram-no da cidade e o levaram até ao topo da colina sobre a qual fora construída a cidade, a fim de atirá-lo precipício abaixo" (Lucas 4:28-29). Jesus deve ter ficado tão decepcionado com a reação dos seus conterrâneos que nem quis se defender. "Jesus passou por entre eles e retirou-se" (Lucas 4:30).

Após isso, a Bíblia conta que Jesus foi para Cafarnaum, onde pregou para multidões, expulsou demônios e fez vários milagres no meio do povo. Então, as pessoas daquela região ficaram tão maravilhadas que não quiseram que Ele fosse embora: "Ao romper do dia, Jesus foi para um lugar solitário. As multidões o procuravam, e, quando chegaram até onde ele estava, insistiam que não as deixasse" (Lucas 4:42).

Quem não gostaria de ficar em um lugar onde todo mundo admira o que você faz e te enche de elogios? No entanto, Jesus sabia que seu lugar não era lá, e que havia outras pessoas que precisavam ouvir a sua Palavra. "Mas ele disse: "É necessário que eu pregue as boas novas do Reino de Deus noutras cidades também, porque para isso fui enviado" (Lucas 4:43).

Com isso, Jesus nos deixa uma lição muito importante: Ele não foi movido nem pela rejeição das pessoas, nem por sua aceitação. Ele sempre foi movido pelo Espírito Santo de Deus! Se eu e você aprendermos como seguir Jesus, independente se seremos aceitos ou rejeitados, então estaremos no caminho certo para cumprir o chamado do Senhor de alcançarmos outras pessoas.
O que fazer quando as pessoas nos rejeitam?

Alguma vez você já tentou ajudar alguém que não queria ser ajudado de jeito nenhum? É comum ficarmos chateados com isso, pois pensamos que, se fôssemos mais claros e convincentes em nossas palavras, elas poderiam aceitar a nossa ajuda. Mas, para ser sincero, essa não é a nossa responsabilidade e nos libertar do peso da culpa que isso gera em nós.

Veja qual foi a orientação de Jesus aos Seus discípulos nesses casos. Ele disse: "Se alguém não os receber nem ouvir suas palavras, sacudam a poeira dos pés, quando saírem daquela casa ou cidade" (Mateus 10:14). Isso significa que se alguém não quiser ser ajudado, devemos continuar orando por eles, mas não somos obrigados a tentar mudá-los. O mundo está cheio de pessoas necessitadas, carentes, perdidas, que gostariam de receber um pouco do amor e incentivo que você está disposto a doar. Então, quando alguém te rejeitar, não desanime nem desista do seu chamado, apenas faça o que fez Jesus - vá para aqueles que desejam o que você tem.
E o que fazer quando as pessoas nos querem muito?

Há outros momentos em que as pessoas não irão querer que você saia de perto delas, porque gostam muito de quem você é, e também do que você faz para elas. Com isso, é tentador ficar perto dessas pessoas que te admiram e te respeitam, pois elas realmente te valorizam. Mas, se você esolher ficar neste círculo, você não será capaz de alcançar outras pessoas necessitadas que Deus deseja colocar no seu caminho.

Se cada pessoa soubesse do potencial que tem em influenciar e fazer a diferença na vida dos outros, haveria um reavivamento genuíno no mundo inteiro! Então, é hora de você fazer a sua parte e começar a compartilhar o que Deus te deu. Assim como Ele disse a Abraão: "Farei de você um grande povo, e o abençoarei. Tornarei famoso o seu nome, e você será uma bênção? (Gênesis 12:2), Deus fará o mesmo através da sua vida!