segunda-feira, 16 de abril de 2012

JARDINS QUE EXPLICAM A SALVAÇÃO



INTRODUÇÃO:
  1. Num primeiro jardim entendemos a origem humana.
  2. Num segundo jardim entendemos a atual degradação humana.
  3. Num terceiro jardim entendemos a futura redenção humana.
I.       O JARDIM DO ÉDEN: REALIDADE PERDIDA PELO PECADO – Gênesis 2:8; 3:19, 23-24
  1. A humanidade começa a vida num Jardim plantado por Deus.
  2. A humanidade se perdeu no Jardim, caiu em pecado, experimentou o sofrimento e a morte.
  3. A humanidade precisa entender sua origem antes de entender a cruz de Cristo.
II.       O JARDIM DO GETSÊMANI: RECUPERANDO A REALIDADE PERDIDA – Mateus 26:36-39, 42, 45
  1. A humanidade está perdida e precisa de um libertador sobre-humano.
  2. A humanidade obterá o resgate do pecado por meio do sofrimento do divino Filho de Deus.
  3. A humanidade só entenderá que precisa de salvação apenas quando entender o que houve no Jardim do Éden e no Jardim do Getsêmani.
III.    O JARDIM DA NOVA JERUSALÉM: REALIDADE AGUARDADA PELOS SALVOS – Apocalipse 21:27; 22:14-15
  1. A humanidade sonha com um mundo melhor, mas não sabe onde e conclui que é utopia.
  2. A humanidade que aceita a nobre origem no Jardim do Éden e o sacrifício de Jesus na cruz pode esperar um novo Jardim na cidade Santa, a Nova Jerusalém.
  3. A humanidade precisa saber que os dois primeiros jardins realmente existiram para esperar a realidade recuperada.
CONCLUSÃO:
1.  Para entrar no Jardim da Nova Jerusalém você precisa entender que o pecado tirou-nos do Jardim do Éden.
2. Para entrar no Jardim da Nova Jerusalém você precisa aceitar que Jesus tomou o seu lugar no Jardim do Getsêmani.
3. Para entrar no Jardim da Nova Jerusalém você precisa aguardar o grande dia em que Jesus virá para buscar os libertos do pecado pelo Seu sangue derramado.