sexta-feira, 5 de setembro de 2014

Entendendo um pouco Sobre o Livro das Revelações!!!


Apocalipse 11:1-19 

“Foi-me dado um caniço semelhante a uma vara, e também me foi dito: Dispõe-te e mede o santuário de Deus, o seu altar e os que naquele adoram; mas deixa de parte o átrio exterior do santuário e não o meças, porque foi ele dado aos gentios; estes, por quarenta e dois meses, calcarão aos pés a cidade santa. Darei às minhas duas testemunhas que profetizem por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de pano de saco. São estas as duas oliveiras e os dois candeeiros que se acham em pé diante do Senhor da terra. Se alguém pretende causar-lhes dano, sai fogo da sua boca e devora os inimigos; sim, se alguém pretender causar-lhes dano, certamente, deve morrer. Elas têm autoridade para fechar o céu, para que não chova durante os dias em que profetizarem. Têm autoridade também sobre as águas, para convertê-las em sangue, bem como para ferir a terra com toda sorte de flagelos, tantas vezes quantas quiserem. Quando tiverem, então, concluído o testemunho que devem dar, a besta que surge do abismo pelejará contra elas, e as vencerá, e matará, e o seu cadáver ficará estirado na praça da grande cidade que, espiritualmente, se chama Sodoma e Egito, onde também o seu Senhor foi crucificado. Então, muitos dentre os povos, tribos, línguas e nações contemplam os cadáveres das duas testemunhas, por três dias e meio, e não permitem que esses cadáveres sejam sepultados. Os que habitam sobre a terra se alegram por causa deles, realizarão festas e enviarão presentes uns aos outros, porquanto esses dois profetas atormentaram os que moram sobre a terra. Mas, depois dos três dias e meio, um espírito de vida, vindo da parte de Deus, neles penetrou, e eles se ergueram sobre os pés, e àqueles que os viram sobreveio grande medo; e as duas testemunhas ouviram grande voz vinda do céu, dizendo-lhes: Subi para aqui. E subiram ao céu numa nuvem, e os seus inimigos as contemplaram. Naquela hora, houve grande terremoto, e ruiu a décima parte da cidade, e morreram, nesse terremoto, sete mil pessoas, ao passo que as outras ficaram sobremodo aterrorizadas e deram glória ao Deus do céu. Passou o segundo ai. Eis que, sem demora, vem o terceiro ai. O sétimo anjo tocou a trombeta, e houve no céu grandes vozes, dizendo: O reino do mundo se tornou de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará pelos séculos dos séculos. E os vinte e quatro anciãos que se encontram sentados no seu trono, diante de Deus, prostraram-se sobre o seu rosto e adoraram a Deus, dizendo: Graças te damos, Senhor Deus, Todo-Poderoso, que és e que eras, porque assumiste o teu grande poder e passaste a reinar. Na verdade, as nações se enfureceram; chegou, porém, a tua ira, e o tempo determinado para serem julgados os mortos, para se dar o galardão aos teus servos, os profetas, aos santos e aos que temem o teu nome, tanto aos pequenos como aos grandes, e para destruíres os que destroem a terra. Abriu-se, então, o santuário de Deus, que se acha no céu, e foi vista a arca da Aliança no seu santuário, e sobrevieram relâmpagos, vozes, trovões, terremoto e grande saraivada.”

A Palavra de Apocalipse 11 é muito importante para nós, assim como toda a Palavra de Deus. Para destruir o mundo, há uma obra crítica que Deus precisa fazer de antemão. É a colheita do povo de Israel nos últimos tempos. Deus também tem outra obra para fazer aos Israelitas e Gentios, e isso é para que eles participem na primeira ressurreição e no arrebatamento tendo sido martirizados.

e o seu cadáver ficará estirado na praça da grande cidade que, espiritualmente, se chama Sodoma e Egito, onde também o seu Senhor foi crucificado.

Este versículo nos fala que as “duas testemunhas” são exatamente do povo de Israel. Os dois servos que Deus levantará dos Israelitas não são Gentios, mas do próprio povo de Israel. Assim, as duas testemunhas serão mortas no mesmo lugar onde Jesus foi crucificado. Este fato nos diz claramente que estas duas testemunhas são Israelitas. Para o povo de Israel, eles são os servos de Deus.

Para o povo de Israel, que está espiritualmente como o povo de Sodoma e do Egito, Deus estabelecerá dos profetas, dando a eles poder, e fazendo com que eles testifiquem que Jesus é o Messias por quem os Israelitas têm esperado, para que o povo de Israel possa se arrepender e crer em Jesus.

O Anticristo matará os dois servos de Deus no lugar do Gólgota, onde Jesus foi crucificado. Porque os seguidores do Anticristo têm espíritos maus, eles odiarão estas duas testemunhas que crêem em Jesus e testemunham sobre Ele. Assim como os soldados Romanos que crucificaram Jesus e perfuraram Seu lado com uma lança, aqueles com espíritos maus odiarão não somente a Jesus, mas também as duas testemunhas de Deus e as matarão.

Versículo 9: Então, muitos dentre os povos, tribos, línguas e nações contemplam os cadáveres das duas testemunhas, por três dias e meio, e não permitem que esses cadáveres sejam sepultados.

Entre o povo de Israel também, existem aqueles que não crêem em Jesus Cristo como seu Salvador. Vendo a morte da carne dos dois servos (as duas oliveiras), estas pessoas ficarão extasiadas com seu sentimento de triunfo, e para aumentar este sentimento de vitória, eles não darão às suas vítimas um enterro apropriado. Mas sua vitória será despedaçada quando Deus trouxer as “duas testemunhas” à vida novamente e eles irão temer a Deus.

Poderão comemorar a morte dos dois servos de Deus, mas isso não durará muito, pois em breve eles descobrirão que o Anticristo não é páreo para Jesus Cristo – desapontamento e vazio tomarão conta deles.

Estas pessoas desmerecem a Palavra da profecia de Deus pregada pelos dois profetas. Permanecendo contra estes dois servos que Deus levantará, eles eventualmente serão cortados da última colheita da salvação e terminarão se tornando seguidores de Satanás.

Versículo 10: Os que habitam sobre a terra se alegram por causa deles, realizarão festas e enviarão presentes uns aos outros, porquanto esses dois profetas atormentaram os que moram sobre a terra.

Como elas pregarão a Palavra da profecia de Deus, as duas testemunhas levantadas por Deus para a salvação dos Israelitas serão um grande tormento para os seguidores de Satanás. Assim, todos se regozijarão com a morte destas duas testemunhas e enviarão presentes uns aos outros para se parabenizarem.

Nós também ficamos felizes quando aqueles que nos incomodam desaparecem. O Anticristo e seus seguidores odiarão quando as duas testemunhas levantadas por Deus pregarem a Sua Palavra. Toda vez que ouvirem a Palavra de Deus, seus espíritos ficarão cheios de agonia. Porque foram tão atormentados quando as duas testemunhas falaram sobre Jesus, eles se regozijarão quando as virem sendo enviadas à morte pelo Anticristo. É por isso que eles trocarão presentes e parabenizarão uns aos outros.

Versículo 11: Mas, depois dos três dias e meio, um espírito de vida, vindo da parte de Deus, neles penetrou, e eles se ergueram sobre os pés, e àqueles que os viram sobreveio grande medo;

Deus, contudo, fará as duas testemunhas participarem da primeira ressurreição. Esta Palavra é a prova do fato de que os santos, que foram martirizados para defenderem sua fé após terem sido salvos do pecado, pela crença na Palavra da salvação dada por Deus, participarão da primeira ressurreição.

Que o sopro da vida entrou neles em “três dias e meio” nos fala que o Senhor permitirá a sua ressurreição logo em seguida, assim como Ele próprio foi ressuscitado da Sua morte da carne. É uma grande bênção de Deus a permissão para que todos os santos tenham esta fé da primeira ressurreição, mas para os pecadores, ela trará grande medo e terror. A primeira ressurreição dos santos é a promessa de Deus e Sua recompensa pela sua fé.