domingo, 1 de maio de 2016

A minha alma anseia por ti !!!



“Como suspira a corsa pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma.
A minha alma tem sede de Deus, do Deus vivo; quando irei e me verei perante a face de Deus?

Salmos 42:1-2

Aqui vemos a figura de um animal selvagem fugindo para salvar sua vida de caçadores e seus cães, e em sua sede extrema, encontra alguma água muito necessária a sua sobrevivência.

1. O que significa ansiar?

Ter sede é Ansiar!

A palavra ansiar não tem o mesmo sentido de ansiedade, de estar preocupado, apreensivo. Ansiedade é o estado emocional que normalmente vem acompanhado de alterações na respiração, alterações cardíacas, normalmente quando se prevê uma situação desagradável, real ou não.

A palavra de Deus nos ensina a não andarmos ansiosos, a não ter ansiedade.

Ansiar não tem nada a ver com ansiedade.

Ansiar significa desejar ardentemente, ter muita vontade de possuir algo, estar muito certo do que se deseja, ansiar é querer, é estar procurando algo muito importante.

Eu lanço uma pergunta para todos:

O QUE TEMOS ANSIADO EM NOSSAS VIDAS?

Qual tem sido a prioridade que temos colocado para nós?
O que está em primeiro lugar na nossa existência?

Perguntas desse tipo podem incomodar, mas são necessárias que sejam feitas!

2. A Minha Alma

O salmista nos fala dele mesmo, mostrando seus desejos, seus anseios, sua vontade. Estabelece o sujeito da oração, Ele diz “A MINHA ALMA”. A alma humana. Ele mostra que nossa ALMA nos impulsiona aos desejos, aos sonhos.

A humanidade toda, está sempre buscando algo novo, buscando melhor colocação profissional, buscando um melhor relacionamento, buscando impor seus pensamentos… buscando vencer na vida!

Por outro lado essa geração é marcada por realidade que são empurradas para os lares, a realidade das guerras, da violência, das drogas, do sexo fácil, da pornografia, através da televisão, dos jornais, da internet. É o resultado da tecnologia, da modernidade!

Muitos crentes esquecem que precisam ser como o Rei Davi, que afirmar: Deus tu és o meu Deus forte.

Reconhecer o poder de Deus em todas as circunstâncias é o resultado da operação do Espírito Santo nos dando fé.

A fé que o salmista tinha no poder e na Graça de Deus o levou a buscá-lo a ansiar pela presença de Deus, a ter uma vida de relacionamento diário com Deus.

Ele tinha uma alma sedenta por Deus, que nunca lhe permitia desistir ou cansar-se.

“Como suspiram as corsas pelas correntes das águas, assim, por ti, ó Deus, suspira a minha alma” Salmo 42.1

Como (nós crentes) temos nos posicionado frente a essa realidade do mundo?
Temos sido firmes em combater as mentiras que o mundo tem nos forçado aceitar?
Estamos motivados a dizer que esse mundo precisa mudar e que temos a solução?

São muitas perguntas!

3. A Minha Alma Anseia

A sede que havia no salmista não era uma sede natural, não era uma sede física, era algo sobrenatural.

No coração do salmista, ele diz que “A MINHA ALMA ANSEIA”, ele declara querer muito uma coisa, declara estar firme em conquistar, desejoso em possuir.

ANSIAR É QUERER ARDENTEMENTE!

Qual era o desejo do salmista?

Os estudiosos da Bíblia afirmam que quando Saul morreu e Absalão quis assumir o trono, Davi em uma condição de defesa por causa da rebelião de Absalão. Davi estava fugindo no deserto de Judá para não ser morto por seus inimigos.

Em muitas situações que nos encontramos, muitos problemas nos cercam, sejam eles emocionais, financeiros, perseguições no trabalho, na família e colocamos nosso desejo em um relacionamento melhor, em um emprego melhor que nos traria mais dinheiro, ou até para fugir da perseguição da família desejamos ter nosso próprio lugar, sair de casa.

PRECISAMOS REFLETIR SE ESTAMOS COLOCANDO NOSSO DESEJO, NOSSO ANSEIO, NA DIREÇÃO CORRETA.

Nossa vida deve estar voltada para Deus, Ele tem as respostas que precisamos, Ele tem a solução para nossos problemas.

Nosso anseio precisa estar em conhecer mais ao Senhor em querer ter mais intimidade com Ele. Assim fazia o salmista que ansiava por Deus!

4. A Minha Alma Anseia por Deus

Aqui é resumida a vontade do escritor do Salmo, todo seu desejo no Senhor.

É NELE que está nossa vida, devemos estar sempre esperando NELE.

A MINHA ALMA ANSEIA POR TI

Dizer: DEUS A MINHA ALMA ANSEIA POR TI, é antes de tudo uma responsabilidade, porque ansiar por Deus é reconhecer sua soberania, ansiar por Deus é querer estar com ELE, ansiar por Deus é DESEJAR ARDENTEMENTE estar ao seu lado, é desejar ter intimidade com o Senhor.

TER INTIMIDADE COM DEUS. O que isso representa? O que é preciso?

5. Ter intimidade com Deus

Ansiar por Deus, ter intimidade com ELE, exige SANTIDADE.

A santidade foi um dos mandamentos que Deus nos deixou, porque ELE é santo.

O Apóstolo Pedro escrevendo aos crentes da Ásia Menor (1 Pe 1 14,15) ensina que devemos abandonar toda a prática que tínhamos antes de conhecer a Cristo porque Cristo que nos chamou é SANTO. “Sede santos porque, EU sou santo”!

Todos os mandamentos de Deus para o povo exigem santidade. A Lei de Moisés no Antigo Testamento exigia santidade do povo, A Nova Aliança (Novo Testamento) exige santidade.

Quando dizemos A MINHA ALMA ANSEIA POR TI, devemos também em nosso coração, estarmos prontos a dizer: SENHOR, QUERO ME SANTIFICAR MAIS E MAIS PARA QUE EU POSSA VER A TUA GLÓRIA.

Deus busca adoradores que desejem andar com ELE, que anseiem por ELE.

Ansiar por Deus é ser um verdadeiro adorador.

Jesus falando a mulher samaritana ensina que os verdadeiros adoradores adorarão ao Pai em espírito e em verdade (Lc 4.23).

Adorar a Deus em espírito e em verdade! Esses que assim o adoram são os verdadeiros adoradores. Os que verdadeiramente anseiam por Deus. Os que estão dispostos a levar ao mundo perdido e violento a mensagem de salvação que só existe por meio de Jesus Cristo, em sua morte e ressurreição.

Ansiar por Deus é amá-lo. Quem ama a Deus tem sede DELE e está sempre disposto a falar o quanto ELE é bom.

Ansiar por Deus é estar disposto a entregar sua própria vida por ELE.

No Salmo 63 Davi declara que Deus é um Deus forte, declara que tem sede de Deus, porque ele sabe que a sede é um apetite insistente que não acaba até que tomemos, bebamos água. A sede é um aviso, um sinal, de que algo não está completo, a sede nos informa que nosso corpo precisa de água, sem a qual não poderemos sobreviver.

Em um sentido real em nossa vida espiritual não poderemos viver sem estar continuamente bebendo da água que é Cristo, bebendo da graça de Deus que nos dá vida.

Jesus certa vez afirmou (Mt 5.6) “Bem-aventurados os que tem sede e fome de justiça, porque serão fartos”

Davi afirma sua convicção e fé em Deus, quando diz no Salmo 63.3 “ Porque a Tua graça é melhor do que a vida”, a graça de Deus agindo em nós é melhor que a própria vida.

Depender da graça de Deus é a declaração que tudo que precisamos vem DELE e é por ELE e para ELE.

O ansiar por Deus é a consumação, e a demonstração, de um coração tocado pelo Espírito de Deus, um coração movido pelo chamado do Pai, pela escolha que somente Ele faz.

Ansiar por Deus é declarar que nada nesta terra satisfaz minhas necessidades se eu não estiver vivendo essa comunhão, participando de um relacionamento íntimo com Deus, um relacionamento profundo, de entendimento, de compreensão e de fé na graça de Deus.

Davi entendeu a abrangência da graça de Deus “Porque a Tua graça é melhor do que a vida”,

Muito semelhante ao apóstolo Paulo que afirma: “A tua graça me basta”

O Salmo 42 mostra o ardente desejo do salmista em experimentar a presença de Deus e assim ter uma comunhão completa, que lhe traga crescimento espiritual, um homem aparentemente solitário que buscava comunhão com o ser divino.

Ele não se contentava em aprender sobre Deus.

Ele não se contentava em ler e instruir-se sobre Deus.

Ele não se contentava em orar.

O salmista jamais diria que a “leitura da Bíblia e a oração” são suficientes para o homem espiritual.

Ele queria mais, queria como a corsa mergulhar nas águas e saciar sua sede, queria ter um contato profundo e uma experiência marcante que faria a diferença em sua vida.

Precisamos ser como diz o salmista, a corça que mesmo exausta de sua fuga, mesmo cansada, talvez até ferida, desce velozmente a colina na direção das correntes de águas.

A corsa irá mergulhar nas águas, não apenas beber dela!

A corsa irá saciar toda a sua sede e cansaço.

Precisamos ter sede de Deus!

Como o salmista precisamos buscar essa presença que transforma, buscar essa proximidade, precisamos não apenas nos definirmos como homens e mulheres espirituais, mas buscarmos a fonte de toda espiritualidade que é Deus.

Afirmarmos que buscamos como a corsa “Ao que sustenta com vida a nossa alma, e não consente que sejam abalados os nossos pés” – Salmos 66.9

Gritarmos “A minha alma está desejosa, e desfalece pelos átrios do SENHOR; o meu coração e a minha carne clamam pelo Deus vivo… Quão amáveis são os teus tabernáculos, SENHOR dos Exércitos!”

Salmos 84.2 / 84.1

Precisamos reconhecer nossa fragilidade, nosso pecado, nossas iniquidades e corrermos na direção de Deus e implorar pelo perdão!

Converte-me a ti e serei convertido! Renova os meus dias como no passado (Ec 5.21), porque “Ai de mim! Pois estou perdido; porque sou um homem de lábios impuros, e habito no meio de um povo de impuros lábios; os meus olhos viram o Rei, o SENHOR dos Exércitos” (Isaías 6.5).

Deus não abandonou sua !criação como creem os deístas, Ele é um Deus presente para renovar, restaurar e dar vida em abundância.