terça-feira, 25 de setembro de 2012

A ABOMINÁVEL IDOLATRIA...



             Permeia no seio religioso, uma máxima afirmando que todos os caminhos que levam a Deus são bons. Mas isso não é verdade, aliás, é um engodo diabólico, porque um só Caminho nos leva a Deus, é Cristo quem assim assegurou: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida. Ninguém vem ao Pai senão por mim (João 14.6).


Em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos (Atos 4.12).


E ninguém pode pôr outro fundamento, além do que já está posto, o qual é Jesus Cristo (I Coríntios 3.11), porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem (I Timóteo 2.5).


            Portanto amado em Cristo, se você possui imagem, amuleto, anjo, estatueta, ou mesmo uma cruz, conheça a verdade das Sagradas Escrituras, e liberte-se definitivamente dessas coisas que são abomináveis ao Senhor Deus, pois, somente o Cordeiro que foi morto, é digno de receber o poder, e sabedoria, e força, e honra, e glória, e ações de graças (Apocalipse 5.12).


            AS IMAGENS - ÍDOLOS FEITOS POR MÃOS DE HOMENS


            No livro dos Salmos 115.2-8 a palavra do Senhor diz: Porque diriam as nações: Onde está o seu Deus? O nosso Deus está nos Céu: faz tudo como lhe apraz. Os ídolos deles são prata e ouro, obra das mãos dos homens.


            Tem boca, mas não falam, tem olhos, mas não veem: Tem ouvidos, mas não ouvem, nariz tem, mas não cheiram. Tem mãos, mas não apalpam, tem pés, mas não andam; som algum sai da sua garganta. Tornam-se semelhantes a eles os que os fazem, e todos quantos neles confiam.


            Neste texto, a Palavra nos ensina como são os ídolos feitos por mãos de homens, com membros e órgãos, mas sem vida. E no versículo 8, a palavra afirma que tornam-se semelhantes a eles tanto os que os fazem, e todos quanto neles confiam, ou seja, os idólatras estão mortos diante do Deus Altíssimo. De que adianta crer em Deus, já estando morto?


            E no livro de Isaias 40.18-25, a palavra diz: A quem, pois farei semelhante a Deus: ou com quem o comparareis? O artífice grava a imagem, e o ourives a cobre de ouro, e cadeias de pratas funde para ela.


            O empobrecido que não pode oferecer tanto, escolhe a madeira que não se corrompe: O artífice sábio busca para gravar uma imagem que não se pode mover. A quem, pois me fazeis semelhantes, para que lhe seja semelhante? Diz o Santo.


            Medite, será que Deus é como o ouro ou a prata que se desgastam com o tempo, ou como a madeira que é devorada por cupins, ou como a louça e o barro que caem e se quebram?


            Ao contrário do que muitos pensam, os ídolos (imagens feita por mãos de homens) não podem interceder por ninguém junto a Deus, mesmo aqueles que fizeram-se jus serem santos, repousam debaixo do trono de Deus, já justificados, aguardando que seja completado o número de seus conservos (os que hão de morrer pelo nome do Senhor Jesus Cristo). Vejamos:


            Apocalipse 6.9-11diz: E havendo aberto o quinto selo, vi debaixo do altar as almas dos que foram mortos por amor a palavra de Deus e por amor ao testemunho que deram. E clamavam com grande voz, dizendo:


Ó verdadeiro e Santo Dominador, por que não julgas e não vingam o nosso sangue dos que habitam sobre a terra? E foram dadas a cada um compridas vestes brancas, e foi-lhes dito que repousassem um pouco de tempo, até que também se completasse o número de seus conservos e seus irmãos, que haviam de ser mortos como eles foram.


            A palavra de Deus relata que nada sabem os que conduzem em procissão as suas imagens de escultura, feitas de madeira, e rogam a um deus que não pode salvar (Isaias 45.20).


            E no capítulo 42 do mesmo livro de Isaias, e Senhor demonstra a sua indignação com os idólatras, dizendo: Eu sou o Senhor, este é o meu nome, a minha glória, pois a outrem não darei, nem o meu louvar as imagens de esculturas.


                               IDOLATRIA REPROVADA POR DEUS


            O que é IDOLATRIA? Tudo que está posto entre o servo e o Senhor Deus, é idolatria. E é tão reprovado que Deus tratou isso como mandamento. Vejamos: Êxodo 20.4, 5: Não fará para ti imagem de escultura, nem semelhança alguma , do que há em cima nos céus, nem embaixo na terra, nem nas águas embaixo da terra. Não as adorarás, nem as darás culto: Eu sou o Senhor teu Deus.


            Irmãos, a ordenança do Senhor para que guardamos os seus mandamentos, veio de forma imperativa, assim como matar, roubar ou prostituir. Reverenciar ou adorar a ídolos (imagens feitas por mãos de homens), é pecado de morte, por isso, devemos sim adorar e servir somente ao único e verdadeiro Deus, em Espírito e em Verdade.


            Alguns dizem que não idolatram a imagem, mas tem-na em memória, como exemplo, um parente que morre, então conserva-se sua fotografia como lembrança. Quem assim afirma, está confessando que é um idólatra, pois somente Deus é digno de adoração.   Vamos meditar:


            João 4.23, 24, disse Jesus: A hora vem, e a hora é, em que os verdadeiros adoradores adorarão o Pai em espírito e em verdade , porque o Pai procura a tais que assim o adorem. Deus é espírito, e importa que os que o adoram, os verdadeiros adoradores, o adorem em espírito e em verdade.


            Jesus simplificou tudo e nos ensina que toda adoração ao Pai, é em Espírito e em Verdade, porque Ele abomina a adoração às imagens, figuras, estatuas e outras invenções e fabricações de mãos de homens.


E no livro de Apocalipse, revelado a João, diz que qualquer que praticar atos abomináveis ao Senhor, incluindo a idolatria, ficará fora do Reino de Deus, vejamos:


            Apocalipse 22.15: Ficaram de fora os cães, os feiticeiros, os que se prostituem, e os homicidas, e os idólatras, e qualquer que ama e comete a mentira.


            A Palavra certifica que Idolatria não é somente a adoração as imagens de esculturas, porque Jesus afirmou: Se amar pai, mãe, filhos mais do que a mim, não é digno de mim.


            Hoje, satanás tem usado a tecnologia para criar outras espécies de idolatria, e introduzi-las ÀS IGREJAS EVANGÉLICAS, observe a escravidão que vivem muitos que, rotulados crentes, estão submissos por não conhecerem as escrituras e nem o poder de Deus.


            E na primeira carta aos Coríntios 10.14-21, a Palavra descreve: Fugi da idolatria, e diz: Julgais vós mesmo o que eu digo. Porventura o cálice benção, não é a comunhão do sangue de Cristo, e do pão que partimos?


            Antes digo que as coisas que os gentios sacrificam, as sacrificam aos demônios, e não a Deus. E não quero que sejais participantes com os demônios. Porque não podeis beber o cálice do Senhor e o cálice dos demônios: Não podeis ser participantes da mesa do Senhor e da mesa dos demônios.


            Portanto irmãos, quando se acende uma vela, ou a intercessão ao Pai é em nome de outro ser, isso está sendo feito há ídolos, ou melhor a demônios, como diz o texto sagrado. Devemos buscar a Deus em Espírito e em Verdade, sem colocar barreiras entre o homem e Deus, para que a idolatria não venha impedir o relacionamento do servo com o seu Senhor, porque Romanos 11.36 diz: Porque Dele, e por Ele, e para Ele são todas as coisas, glória a Ele eternamente. Amém.


                     QUAL O VÍNCULO DE MARIA COM JESUS?


            Lucas 1.28 conta que, entrando o anjo onde Maria estava, disse: Salve agraciada: O Senhor é contigo, bendita és tu entes as mulheres.


            Maria foi a privilegiada, mulher reta aos olhos de Deus, a mais bem preparada espiritualmente, e por isso foi agraciada para receber o Espírito Santo do Senhor e dar a luz ao Filho de Deus, o Salvador da humanidade.   Deus a escolheu entre todas as mulheres, por isso o anjo lhe disse, Salve agraciada. Deus a contemplou por sua obediência, pelo seu temor e por sua fidelidade.


            E no livro de Lucas 2.41-51, a palavra conta como era de costume, Maria e José, levaram Jesus à festa da Páscoa em Jerusalém, e com doze anos durante a festa, Jesus desapareceu por três dias e quando encontrado por seus pais, Maria lhe disse:


            Filho porque fizeste isto assim para conosco? Eis que teu pai e eu, ansiosos, te procurávamos. Ele lhes respondeu: Por que é que me procuráveis? Não sabeis que me convém tratar dos negócios de meu Pai?  


            Não O compreenderam, o que lhes dizia. Em outras palavras, Jesus lhes respondeu que não precisavam terem se preocupados, pois veio a terra para fazer a vontade de Deus Pai.


            E no Evangelho de João 2.3, 4, a Palavra descreve que nas bodas de Caná na Galiléia, havia acabado o vinho, e Maria dirigiu-se a Jesus e disse: Eles não tem mais vinho. Mas Jesus disse: Mulher, que tenho eu contigo ?


            Jesus a advertiu, pois que ligação teria Ele com Maria? Jesus esteve na terra para fazer a vontade de Deus Pai, e somente a Ele se reverenciava. Aqui, Cristo deixou bem claro que o seu vínculo era e é somente com o Deus Pai.


            E no Evangelho de Marcos 3.31-35, Jesus revelou também que sua mãe e seus irmãos, são aqueles que fazem a vontade do Deus Pai: Chegaram então seus irmãos e sua mãe, e estando de fora mandaram-no chamar. E a multidão estava assentada ao redor dele, e lhe disseram: Eis que sua mãe e seus irmãos te procuram, e estão lá fora.


            E Ele lhes respondeu dizendo: Quem é a minha mãe e meus irmãos? E olhando ao redor para os que estavam assentados junto dele disse: Eis minha mãe e meus irmãos. Portanto qualquer que fizer a vontade de Deus esse é meu irmão, e minha irmã, e minha mãe.


            E ainda no Evangelho de Lucas 11.27, 28, aconteceu que dizendo Ele estas coisas, uma mulher entre a multidão levantando a voz, lhe disse: Bem-aventurado é o ventre que te trouxeste e os peitos que te amamentaste. Mas Ele disse: Antes bem-aventurados os que ouvem as palavras de Deus e as guardam.


            No momento em que aquela mulher exclamou essas palavras, reverenciou e adorou a Maria, porem, foi por Jesus Cristo repreendida, porque somente Deus é digno de adoração, honra e glória.


            E estando o Senhor crucificado (João 19.25-30), e junto a cruz de Jesus estava sua mãe, e a irmã de sua mãe, Maria de Cleofas, e Maria Madalena. Ora Jesus, vendo ali sua mãe, e o discípulo a quem Ele mais amava estava presente, disse a sua mãe: Mulher, eis aí o teu filho. Depois disse ao discípulo: Eis aí a tua mãe. E desde aquela hora o discípulo a recebeu em sua casa.


            Nestas últimas palavras de Jesus estando na cruz, Ele   evidenciou que o seu vínculo com Maria estava definitivamente encerrado, porque a parte humana, a parte material de Jesus Cristo a qual Maria havia desenvolvido no seu ventre, havia sido morta em sacrifício vivo para remissão dos pecados de muitos .


Porém, a parte espiritual que veio de Deus Pai, permanece viva porque Jesus Cristo ressuscitou com um corpo glorificado, o qual Maria não tinha mais nenhum vínculo. Ele está assentado à direita do Pai e pelos pecadores intercede.


            Jesus disse ainda que o discípulo a quem Ele mais amava seria o seu filho, e Maria a sua mãe, isto porque ambos eram humanos, carnais; mas Jesus Cristo é Espírito, e o carnal não pode sobrepor o espiritual. Em João 3.6, disse Jesus: O que é nascido da carne é carne, o que é nascido do Espírito é espírito.


            Porem, o Senhor Jesus teve a preocupação de não deixar Maria desamparada, encarregou de cuidá-la a pessoa da sua maior confiança, o apóstolo a quem Ele mais amava. Criou entre ambos a convivência mais harmoniosa e afetiva entre os seres humanos, o amor maternal , para conforto de ambos.


           Podemos observar também que apesar do respeito que o Senhor Jesus Cristo tinha por Maria, pois era sem pecado, em nenhum momento, dentro do Evangelho, Jesus Cristo deu o tratamento de mãe para Maria, Ele sempre a tratava por “mulher ”, justamente para não abrir precedente para adoração a ela e se desencadear uma abominável idolatria.


                         O ÚNICO E VERDADEIRO MEDIADOR


            E em primeiro Timóteo 2.5 a palavra traz a certeza que Jesus é o único mediador entre Deus e o homem, observe: Porque há um só Deus e um só mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo, homem, o qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo.